• Adoção e Comunidade

    Fundação Cardano planta mais de 1 milhão de árvores


    Por Dassia Souza • 11 de janeiro de 2022
    tempo de leitura do artigo: 2 minutos

    A fundação Cardano planta mais de 1 milhão de árvores para se consolidar como uma blockchain ecologicamente correta. 

    Fundação Cardano planta mais de 1 milhão de árvores

    A Fundação Cardano, uma organização sem fins lucrativos que lidera o desenvolvimento de Cardano (ADA), atingiu seu primeiro marco na restauração de terras no Quênia. 

    Pois, o CEO do Cardano Foundation, Frederik Gregaard, anunciou o sucesso da planta de mais de 1 milhão de árvores.

    “O #CardanoForest apoiará atividades de restauração de terras e desenvolvimento de ecossistemas locais em Mombasa, no Quênia. 

    Todas as árvores plantadas serão registradas na blockchain Cardano.

    Isso vai server como prova pública das atividades de restauração de terras.”

    Federik Gregaard

    Acompanhe o analise técnica diária do Bitcoin (BTC) acessando aqui

    Dessa forma, a fundação está realizando seu esforço de plantio de árvores em parceria com a Veritree, que usa a tecnologia blockchain para registrar dados sobre seus esforços de restauração da natureza.

    Nesse sentido, a organização planta uma árvore toda vez que os usuários do Cardano trocam ADA por token TREE. 

    Assim, os tokens podem ser trocados por NFTs de árvore digital, cuja raridade depende de quanto ADA custou o token inicial. 

    Gregaard chama o projeto Cardano Forest de “o MVP para mostrar como os relatórios SDG podem ser transparentes com a tecnologia blockchain”.

    Por outro lado, os dados transacionais mostram que uma carteira trocou até 100.000 ADA por um número equivalente de tokens TREE, plantando 100.000 árvores. 

    Cardano (ADA) e o clima

    Cardano (ADA) está tentando se distinguir de outras blockchains buscando uma narrativa ecologicamente correta, em contraste com Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH). 

    Pois, as duas últimas blockchains usam um mecanismo de consenso de prova de trabalho, que exige que mineradores gastem grande energia para proteger suas redes. 

    Por outro lado, Cardano usa um mecanismo de “prova de participação”, que requer apenas uma pequena fração da energia do BTC para fornecer segurança, embora existam outras compensações.

    Em maio passado, Elon Musk anunciou que a Tesla deixaria de aceitar Bitcoin (BTC) devido a preocupações com o uso de energia. 

    Ante isso, o fundador do Cardano, Charles Hoskinson, argumentou que a Tesla deveria usar a ADA como um substituto com eficiência energética.

    E aí, você acha que a blockchain do Cardano (ADA) seja mais eficiente que a blockchain do Bitcoin (BTC)? Deixe seus comentários!

    Curta a página da CryptoRadar na Instagram, FacebookTwitter e interaja conosco.

    Fonte: Fighting Climate Change: Cardano Foundation Plants Over 1M Trees


  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.