• Adoção e Comunidade

    Novo S10 da Samsung é uma Carteira de Criptomoedas


    Por Placido Curvo Netto • 25 de fevereiro de 2019
    tempo de leitura do artigo: 2 minutos

    Nessa semana a gigante tecnológica Samsung anunciou oficialmente seu novo “flagship” o Galaxy S10. No evento Unpacked 2019, em São Francisco, nos EUA, a Samsung mostrou toda a linha de produtos S10. A venda dos aparelhos irão iniciar no dia 08 de março, não há data ainda prevista para lançamento do telefone no Brasil.

    De acordo com a Samsung, os preços das três versões do Galaxy S10 são os seguintes nos EUA:

    • Galaxy S10: US$ 899,99 (128 GB) / US$ 1.149,99 (512 GB)
    • Galaxy S10+: US$ 999,99 (128 GB) / US$ 1.249,99 (512 GB) / US$ 1.599,99 (1 TB)
    • Galaxy S10e: US$ 749,99 (128 GB) / US$ 849,99 (256 GB)

    Para maiores detalhes técnicos sobre cada um dos modelos é só acessar o site da Samsung e conferir.

    Sem dúvida várias novas tecnologias foram apresentadas, como é de praxe em qualquer grande lançamento da linha Galaxy. Todavia, para todos os entusiastas do universo cripto, esse celular é mais que especial.

    Carteira de Criptomoedas Nativo, mesmo sem a Samsung fazer alarde.

    Apesar da Samsung não ter utilizado o nome carteira de criptoativos, ela explica que o celular é um equipamento de armazenamento de chaves privadas de criptomoedas. E, uma plataforma de blockchain all-in-one chamado Knox.

    Dentro do aparelho há um tutorial de como armazenar Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), na carteira nativa do aparelho.

    Carteira de Criptomoedas Nativa no Samsung S10
    Carteira de Criptomoedas Nativa no Samsung S10

    A Samsung informou que o aparelho conta com hardware específico para proteção dos seus criptoativos e para uso de serviços móveis baseados em blockchain. Além disso, a empresa deu pistas de que haveria possibilidade de conexão com o seu serviço de pagamento Samsung Pay.

    Características de Segurança

    A solução de segurança em criptomoedas utilizada no S10, a Knox, desenvolvida pela própria Samsung, tem a certificação de segurança, do Departamento de Defesa Norte Americano e da Associação Nacional Americana de Segurança da Informação.

    O S10 conta com hardware específico, o processador Exynos 9820, para poder gerenciar com segurança as chaves criptográficas. Assim, o proprietário do S10 poderá guardar sem muita preocupação os seus criptoativos já que conta com bastante tecnologia de segurança para guardar as suas moedas.

    E em caso de perda como ficam as minhas chaves?

    Caso você perca o seu Galaxy S10, a Samsung informou, que um backup dela fica guardado em uma conta pessoal fornecida pela empresa. Assim, em um evento de perda ou roubo o serviço é ativado seja para deletar a chave privada ou a recuperar.

    Um excelente passo para adoção do uso dos criptoativos

    Todas as funcionalidades e possibilidades descritas aqui são ótimas. Mas, a meu ver, o grande atrativo da gestão de criptomoedas utilizando o Galaxy S10 é o grande passo dado rumo à adoção em massa. Agora, temos à disposição de forma segura, em um produto de alta escala uma poderosa ferramenta para guardar e gastar criptomoedas.

    Assim, esse é um evento de peso para a comunidade e mostra que o futuro desse mercado é bastante promissor. Nos últimos dias tivemos grandes players chancelando os criptoativos. Como exemplo, a JPM Coin e agora a Samsung, lançando em seu produto principal uma carteira de chaves.

    Ótimos dias e ótimas notícias que dão peso para a consolidação das criptomoedas no sistema financeiro mundial do futuro.

    E você o que acha do novo lançamento do Galaxy S10 e sua carteira de criptomoedas?

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.