• Adoção e Comunidade

    “Vale do Bitcoin” é inaugurado em Honduras


    Por Ana Flávia Santana Saraiva Saraiva • 1 de agosto de 2022
    tempo de leitura do artigo: 3 minutos


    “Vale do Bitcoin” é inaugurado em Honduras

    O “Vale do Bitcoin” foi inaugurado na última quinta-feira (29/07), na cidade de Santa Lúcia, Honduras.

    A pequena cidade nas montanhas, a 20 minutos da capital Tegucigalpa, tornou-se uma cidade do bitcoin. A iniciativa “Bitcoin Valley” vem da iniciativa privada em parceria com a prefeitura de Santa Lúcia.

    O intuito é criar uma economia circular de bitcoin e assim aumentar o fluxo de turistas na região, comercializando a aceitação do BTC em lojas locais, segundo o jornal local Diario La Prensa.

    Nesse sentido, disse Cesar Andino, gerente da praça comercial Los Robles e proprietário de empresas turísticas em Santa Lúcia.

    “Aceitar bitcoin nos permitirá abrir outro mercado, conquistar mais clientes. Temos que globalizar. Não podemos nos isolar da tecnologia e não podemos ficar para trás quando outros países já estão fazendo isso.”

    O lançamento do “Vale do Bitcoin”

    O Hub é um desenvolvimento conjunto pela Organização Blockchain Honduras, a exchange de criptomoedas Coincaex da Guatemala, Universidade Tecnológica de Honduras e o município de Santa Lúcia.

    Carlos Leonardo Paguada Velasquez, fundador da Blockchain Honduras e representante da Associação Centro-Americana de Usuários de Criptomoedas, publicou um recente relatório. Nele é informado que, cerca de 60 empresas cujos proprietários receberam treinamento sobre o uso do Bitcoin darão início ao projeto.

    Além disso, Ruben Carbajal Velazquez, professor da Universidade Tecnológica, afirmou:

    “A comunidade de Santa Lúcia será educada para usar e gerenciar criptomoedas, implementando-as em diferentes negócios da região e gerando criptoturismo”.

    De acordo com Paguada Velasquez, a Coincaex fornecerá aos comerciantes os equipamentos necessários para a aceitação do bitcoin como pagamento.

    Assim, além marketing, a iniciativa visa apenas aumentar os gastos turísticos de bitcoin no local.

    Nessa linha, os estabelecimentos possuem uma máquina de ponto de venda (POS) da Coincaex. A troca automática de bitcoin tenta aliviar a volatilidade do BTC, entregando a moeda fiduciária local ao comerciante.

    Recente: Melhores ganhos mensais desde outubro de 2021 — 5 coisas para saber sobre Bitcoin esta semana

    Preparados para volatilidade

    Paralelo a isso, a fim de lidar com a volatilidade, informa também Leonardo Paguada que, o “Vale do Bitcoin” hondurenho: “permitirá que os comerciantes recebam pagamentos instantâneos na moeda local, eliminando os riscos de flutuação das criptomoedas”

    Portanto, se um comprador gastar BTC para comprar comida em um comerciante, “a Coincaex receberá os bitcoins e transfere o pagamento em lempiras, (a moeda oficial de Honduras) para o restaurante”.

    “Os donos de empresas não receberão bitcoin”, disse ele.

    Em contraposição, os críticos à expansão do bitcoin alertaram que esse tipo de operação pode alimentar a lavagem de dinheiro e a instabilidade financeira, ao mesmo tempo em que aumenta a lacuna digital.

    Porém, além da adoção do comerciante, a iniciativa também visa promover a educação local sobre Bitcoin e criptomoedas, pois, na parte educacional, estudantes e empreendedores locais terão a oportunidade de participar de aulas sobre Bitcoin e tecnologia associada que durarão mais de um mês.

    Diga-nos o que achou desta matéria. Deixe seu comentário!

    Acompanhe análise técnica do BTC feita pelo time da CryptoRadar. Acesse aqui!

    “Vale do Bitcoin” é inaugurado em Honduras

    Fonte: Investing.com (com adaptações)


    ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE
    Os pontos de vista e opiniões expressos pela CryptoRadar ou qualquer pessoa mencionada neste artigo, são apenas para fins informativos e não constituem aconselhamento financeiro, de investimento ou outros afins. Investir ou negociar criptoativos traz risco de perda financeira.



  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.