Tendência de baixa é “Taticamente positiva” para Altcoins, diz Tom Lee

0
70
Tendência de baixa é

O co-fundador da Fundstrat Global Advisors, Tom Lee, afirmou em uma publicação no Twitter a criação do Índice de Correção de Altcoins.

Conhecido por ser um bull (investidor otimista) em bitcoin e criptoativos, Lee afimou que o novo índice mostra que a tendência de baixa do mercado é um “sinal taticamente positivo” para as altcoins.

De acordo com suas publicações na rede social Twitter, o Índice de Correção de Altcoins “mede o percentual de altcoins que estão em que da de 70% de sua máxima nos últimos 9 meses”. Ele ainda afirmou que recentemente, esse valor chegou a 97%, ou seja, 97 em 100 altcoins estão abaixo de 70% de sua máxima dos últimos 9 meses. A última vez que isso aconteceu foi em outubro de 2014.

Índice de Correção de Altcoins

Lee ressaltou que em outubro de 2014, quando 87.1% das altcoins estavam em baixas de 70% nos últimos 240 dias, um bull run (rali de alta) de 7 dias fez com que o preço das altcoins quase triplicasse. Na época somente 349 altcoins (demais criptomoedas além do bitcoin) possuíam “real volume de negociação”. Atualmente, existem 1921 moedas digitais.

Em uma publicação subsequente, Lee observou que sua empresa de investimentos ainda aconselha os investidores a investirem em bitcoin como principal moeda digital, apesar do índice mostrar que a tendência de baixa pode ser algo muito positivo para as altcoins.

Índice de Correção de Altcoins bull run 2014

Quando indagado por Tuur Demester sobre o índice mostrar, de maneira errônea, que a quantidade de altcoins não alterou ao longo do tempo, Lee respondeu que ele é baseado em um índice que acompanha em torno de 700 altcoins que possuem uma certa liquidez.

Tuur Demester no twitter indagando Tom Lee

O índice da Fundstrat provavelmente acompanha as moedas digitais que possuem maior liquidez de mercado, incluindo EOS, Ethereum, Bitcoin Cash, Ripple, Ethereum Classic, Litecoin, Dash e NEO.

O co-fundador da Fundstrat afirmou recentemente que o preço do bitcoin pode ser bem maior do que é atualmente até o final do ano, devido à correlação dos mercados emergentes e dos hedge funds com o mercado de criptoativos.

Apesar do índice da Fundstrat criar um certo entusiasmo para uma nova tendência de alta para as altcoins em um futuro próximo, Lee afirmou no passado, em uma entrevista para a Fast Money, da CNBC, que ele prefere investir em Bitcoin (BTC) do que Ethereum (ETH) e Litecoin (LTC), e Bitcoin Cash (BCH) do que Ripple (XRP).

O Índice de Correção de Altcoins não é o primeiro índice relacionado ao universo de criptoativos criado pela Fundstrat. No início do ano, ela criou o Bitcoin Misery Index, índice que indicava quando comprar a principal moeda digital em meio à grande tendência de baixa que ela vive no ano de 2018.

 


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

Nosso episódio sobre ETF já está no ar! Acesse CryptoTalk e ouça nosso podcast.


Comente aqui