• Análise Técnica

    CryptoInforme

    CryptoInforme 06/09!


    Por Jean Pierre Teixeira Costa • 6 de setembro de 2021
    tempo de leitura do artigo: 16 minutos

    Vamos ao CryptoInforme do dia 06/09!


    CENÁRIO GLOBAL

    Os grandes índices globais registraram sua maior sequência de vitórias em três meses na segunda-feira, ajudadas pela chance de taxas de juros mais baixas por mais tempo nos Estados Unidos e de mais estímulos no Japão e na China.

    Enquanto isso, o petróleo caiu quando os sauditas cortaram os preços para os clientes asiáticos.

    Na Europa, o índice STOXX 600 empresas europeias ficou +0,6% mais alto, aproximando-se do pico recorde de agosto.

    Já em Frankfurt, o índice DAX subiu +0,96%, a 15.932 pontos.

    Em Paris, o índice CAC-40 ganhou +0,80%, a 6.743 pontos.

    Um feriado nos Estados Unidos gerou fracas condições comerciais, mas o índice mundial de todos os países da MSCI ganhou +0,2%, atingindo um novo nível recorde e a caminho de sua sétima alta consecutiva de fechamento.

    Paralelo a isso, o índice mais amplo do MSCI de ações da Ásia-Pacífico fora do Japão subiu cerca de +0,6% durante a noite para o maior desde o final de julho.

    Para esclarecer, MSCI é a sigla para Morgan Stanley Capital International, nome da empresa americana que publica índices das principais ações do mundo. Sua principal atividade é medir o desempenho das Bolsas de Valores.

    Desse modo, os índices são usados como parâmetros para diversos fundos de investimentos.

    Nikkei chega em máxima dos últimos cinco meses

    O Nikkei do Japão ganhou +1,8%, para um máximo de cinco meses, estendendo uma alta na esperança de que um novo primeiro-ministro lá traria gastos fiscais adicionais.

    Por outro lado, as esperanças de novos estímulos de Pequim por meio da política fiscal e monetária elevaram as empresas chinesas em 1,9%.

    Por fim, os futuros do Nasdaq subiram +0,3%, enquanto os do S&P 500 subiram 0,2%.

    Empregos nos EUA

    Os investidores ainda avaliam as consequências do relatório da folha de pagamento de setembro, que mostrou um aumento menor nos empregos do que o esperado, porém também uma melhora nos salários.

    Este fato foi o suficiente para empurrar os rendimentos do Tesouro de prazos mais longos para cima e inclinar a curva de rendimentos, mesmo enquanto os mercados especulavam se o Federal Reserve poderia começar a diminuir até mais tarde do que se pensava anteriormente.

    Nesse sentido, disse o economista Jonathan Millar do Barclays:

    “O emprego desacelerou drasticamente em agosto, com poucos indícios de um aumento na oferta de trabalho. Isso coloca o FED em um dilema, pois equilibra os riscos de uma forte desaceleração da demanda com os de oferta restrita e inflação.

    Ainda esperamos que o FED sinalize uma redução gradual em setembro, mas agora esperamos que comece em dezembro, não em novembro, o que provavelmente terminará em meados de 2022.”

    O aumento nos rendimentos de 10 anos dos EUA para 1,33% limitou parte da pressão sobre o dólar a partir da má impressão da folha de pagamento, embora seu índice ainda atingisse a baixa de um mês antes de se estabilizar em 92.207.

    Assim, o dólar estava mudando de mãos em relação ao iene a 109,90, enquanto o euro estava em 1,1868 USD, após atingir o pico de 1,1908 USD em cinco semanas na sexta-feira.

    Por fim, vale ressaltar que o Banco Central Europeu realiza sua reunião de política esta semana.

    Vários defensores da política econômica vem pedindo um retrocesso no enorme programa de compra de ativos do banco, embora a presidente Christine Lagarde tenha soado mais pacífica.

    As commodities

    Os Futuros de Ouro tiveram queda nesta segunda

    Os Futuros de Ouro caíram durante a sessão desta segunda-feira.

    Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, os Futuros de Ouro com vencimento em dezembro foram negociados a 1.825,50 USD por onça troy, no momento do fechamento deste CryptoInforme, caindo -0,45%.

    Por outro lado, o ouro estava propenso a encontrar suporte em 1.806,50 USD e resistência em 1.836,90 USD.

    Enquanto isso, o Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou ganhos +0,20% para negociação a 92,215 USD.

    Em outra parte da Comex, a Prata para entrega em dezembro registrou perdas -0,21% negociada a 24,750 USD por onça troy.

    Enquanto isso, o Cobre com vencimento para dezembro registrou perdas -0,08% para negociação a 4,3305 USD por libra-peso.

    Os Futuros do Gás Natural caíram no início desta semana

    Os Futuros do Gás Natural tiveram queda na segunda-feira.

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Gás Natural com vencimento em outubro foram negociados a 4,693 USD por milhões de unidades térmicas Britânicas, no momento do fechamento deste CryptoInforme, em queda de -0,40%.

    Por outro lado, o Gás Natural estava propenso a encontrar suporte em 4,378 USD e resistência em 4,774 USD.

    Nesse sentido, o Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou ganhos +0,20% para negociação a 92,215 USD.

    Em outra parte da Nymex, o Petróleo para entrega em outubro registrou perdas -0,59% para negociação a 68,88 USD por barril.

    Enquanto isso, o óleo para entrega em outubro registrou perdas -0,86% para negociação a 2,1409 USD por galão.

    Os Futuros do Petróleo acompanham a queda

    Os Futuros do Petróleo registraram queda.

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Petróleo em outubro foram negociados a 68,88 USD por barril, no momento do fechamento deste CryptoInforme, caindo 0,59%.

    O Petróleo estava propenso a encontrar suporte em 67,12 USD  e resistência em 70,61 USD.

    O Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou ganhos +0,20% para negociação a 92,215 USD .

    Em outra parte da ICE, o Petróleo Brent para entrega em Novembro registrou perdas -0,72% para negociação a 72,09 USD por barril.

    Por fim, o spread entre o Petróleo Brent e o Petróleo ficaram a 3,21 USD por barril nos contratos.

    Embarque de soja do país cresce na 1ª semana do mês; carne sobe antes de ‘vaca louca’

    A média diária de embarques de soja atingiu 252,46 mil toneladas na primeira semana de setembro.

    Dessa forma, registra-se alta de +24,4% diante do mesmo período do ano passado, o que mostra os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira, em sequência ao movimento positivo de exportações visto em agosto.

    As exportações de milho, por outro lado, recuam em meio à quebra na segunda safra do cereal.

    A média diária de embarques alcançou 178,27 mil toneladas na primeira semana de setembro, ante 303,39 mil toneladas exportadas de 2020.

    Por outro lado, as exportações de carne bovina iniciaram o mês com volumes em alta de mais de 50%, após o recorde registrado em agosto.

    No entanto, devem sentir reação negativa ainda nesta semana, após a suspensão de compras pela China diante da confirmação no sábado de dois casos atípicos de doença de vaca louca.

    Café

    Café robusta com vencimento em novembro fechou em alta de +1,4% para 2.087 dólares a tonelada e registra uma máxima de quatro anos de 2.094 dólares.

    Dessa forma, os operadores disseram que o amplo desconto de preço para o robusta versus o arábica está na tentativa de convencer os torrefadores a comprarem o grão em vez do seu equivalente mais caro.

    Ademais, um restrito ‘lockdown‘ do coronavírus no principal produtor de robusta, Vietnã, junto com atrasos de embarques, também está impulsionando os preços.

    Por outro lado, o café arábica com vencimento para dezembro fechou em queda de -0,7% em 1,93 dólar por libra-peso na sexta-feira, obtendo ganho de +0,4% na semana.

    Diante disso, os especuladores aumentaram suas posições compradas líquidas de futuros de café arábica na ICE na semana de 31 de agosto, em 3.176 contratos para 30.644.

    Para finalizar, o Rabobank disse que o clima seco e quente no maior produtor de arábica, Brasil, poderia significar atraso crítico no florescimento da safra de café.

    Açúcar

    Açúcar branco para entrega em outubro fechou em alta de +0,5% em 487,60 dólares a tonelada.

    A produção de açúcar refinado de beterraba da Alemanha na nova temporada de 2021/22 está prevista para aumentar de 4,10 milhões de toneladas para cerca de 4,38 milhões de toneladas.

    Já o açúcar bruto para outubro fechou em queda de -1,4% na sexta-feira, em 19,62 centavos de dólar por libra-peso, com perda de -2% na semana.

    Os investidores reduziram suas posições compradas líquidas de açúcar bruto na ICE em 7.262 contratos, para 191.937.

    Além do mais, A Marex Spectron disse que o açúcar bruto, que escalou máximas de quatro anos e meio no último mês, está em observação, na estimativa de encerrar o ano com uma nota relativamente baixista, devido à baixa demanda para o açúcar branco e bruto.

    No entanto, o corretor vê o quadro de longo prazo como mais otimista, devido à queda na produção do principal produtor, Brasil.

    CENÁRIO NACIONAL

    Poupança tem saída líquida de 5,468 bilhões de reais em agosto, diz BC

    O Banco Central divulgou nesta segunda-feira que a tradicional caderneta de poupança registrou saída líquida de 5,468 bilhões de reais em agosto, quebrando uma sequência de entradas de quatro meses consecutivos.

    Com esse resultado, a aplicação passa a acumular perdas de 15,630 bilhões de reais no ano.

    No mês passado, os saques superaram os depósitos em 5,399 bilhões de reais no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), enquanto na poupança rural houve resgate líquido de 69 milhões de reais.

    Em agosto de 2020, a poupança teve entrada líquida de 11,403 bilhões de reais.

    Governo quer Reforma Tributária neutra

    O governo está trabalhando por uma reforma tributária neutra ou que gere pequena perda de arrecadação, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes.

    Em evento virtual promovido por uma instituição financeira, ele voltou a dizer que o crescimento da economia nos próximos anos poderá compensar eventuais quedas de receitas.

    Nessa linha, o secretário especial de Tesouro e Orçamento da pasta, Bruno Funchal, que participou do mesmo evento e estimou em cerca de 20 bilhões de reais a perda de arrecadação no próximo ano, caso o Senado ratifique o texto aprovado pela Câmara.

    Assim, apesar da projeção, Guedes disse que o crescimento recente na arrecadação federal pode financiar a redução de impostos.

    Assim, declarou:

    “Estou tentando acertar uma reforma neutra. Mas se errar, eu prefiro errar para arrecadar um pouco menos. Mas não vai haver uma arrecadação menor, aí que está. Suponha que erramos o cálculo em 20 bilhões de reais na reforma.

    A arrecadação já subiu 200 bilhões de reais neste ano de forma imprevista.

    Então eu posso abrir mão de um pouco desse aumento, que aliás era nossa promessa de campanha”,

    Além disso, o ministro voltou a propor a transformação de qualquer excesso de arrecadação em queda de impostos.

    Apesar da crítica de estados e do setor financeiro, Guedes disse que o texto aprovado na quarta-feira pela Câmara dos Deputados está próximo do “ponto de equilíbrio”.

    “Eu queria baixar 10 pontos porcentuais do Imposto de Renda das empresas, baixamos 8 pontos. A reforma é neutra, não é neutra? Vamos fazer uma consideração aqui.

    Os empresários dizem que a gente aumentou, os Estados dizem que baixamos. A gente não deve nem ter aumentado muito nem baixado muito, deve estar no ponto de equilíbrio. Isso quer dizer que a gente mais ou menos acertou a dose”.

    Assim afirmou Guedes.

    Produto Interno Bruto

    Guedes também comentou a queda de -0,1% no Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) no segundo trimestre.

    Na avaliação do ministro, a retração foi uma “pausa” provocada por causa da segunda onda da pandemia.

    Ele reafirmou acreditar que a economia brasileira está se recuperando em “V” (forte queda, seguida de forte alta).

    Além disso, afirmou o ministro que outros indicadores, como os empregos, a arrecadação e a contratação de investimentos, continuam fortes:

    “O segundo trimestre foi o mais trágico da pandemia, com maior número de mortes, quando estávamos voltando ao trabalho. Foi uma ligeira pausa, foi basicamente de lado, caiu +0,05%, e arredondaram para 0,1%.

    Se fosse 0,04%, teria arredondado para zero”.

    Emprego

    O ministro chamou de “guerreiros da informalidade” os cerca de 38 milhões de trabalhadores informais que receberam o auxílio emergencial durante a pandemia.

    Para Guedes, o avanço da imunização facilitará o retorno ao mercado formal de trabalho.

    “Era um desemprego disfarçado em massa. Com vacina avançando eles estão retornando ao trabalho e veremos uma aceleração desse emprego informal, além do formal.”

    Assim, sobre a regra de ouro, espécie de teto para a dívida pública que requer autorização do Congresso para ser superado, Guedes afirmou que a norma, definida pelo artigo 167 da Constituição, “transformou-se numa ficção” e que é descumprida há cinco anos por causa dos déficits nas contas públicas.

    Dessa forma, afirmou:

    “Quando o governo tem um déficit, não cumpre [a regra de ouro]”.

    Inflação deve fechar o ano em torno de 7% e chegar ao fim de 2022 em 4%, diz Guedes

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ainda que o país atravessa o pior momento em relação à inflação, mas que a taxa deve começar a retroceder daqui para frente, chegando ao final deste ano em 7% e terminando 2022 próximo a 4%.

    Em participação no evento virtual “Scoop Day“, Guedes também afirmou que o governo não prevê renovar o auxílio emergencial, que vence em outubro, mas destacou que é a pandemia que define o “timing” do benefício.

    Disse Guedes:

    “Se viesse a variante Delta, se ela subir, se aumentar de novo a taxa de mortalidade, a infecção estiver fazendo vítimas, aí tudo bem, aí vamos embora de novo com o auxílio emergencial, mas não é o que nós estamos vendo no momento”.

    Quanto à inflação, que teve alta de +8,99% em 12 meses até julho, Guedes disse que o governo está cumprindo seu papel, adotando uma política fiscal austera e com o Banco Central atuando na política monetária.

    “Eu imagino que o pior da inflação nós estamos atravessando agora, daqui para frente a taxa deve começar a cair lentamente.”

    Informou o Ministro, ressaltando ainda que há desafios no processo, com destaque para a crise hídrica.

    Expectativa para votação da Reforma do Imposto de Renda

    Ao comentar a perspectiva para votação da reforma do Imposto de Renda no Senado, após o projeto ter sido aprovado esta semana na Câmara, Guedes disse estar confiante que terá apoio dos senadores.

    Para o ministro, ainda que a proposta de reforma do IR do governo tenha sofrido alterações na Câmara, as ideias centrais foram mantidas, com a redução da tributação sobre empresas e pessoas físicas e a imposição da taxação dos dividendos.

    Em conclusão, Guedes disse não estar preocupado com a possibilidade de a reforma trazer perda de arrecadação já que as receitas estão vindo muito acima do esperado em meio à retomada da economia.

    Indicadores Econômicos

    Fonte: CryptoInforme


    GIRO NO MUNDO CRYPTO

    O mercado cripto inicia a semana com uma valorização de +3,20% nas últimas 24 horas.

    Até o momento do fechamento deste CryptoInforme, o Marketcap Total registrava uma capitalização acima dos 2.35 trilhões de dólares o valor se aproxima da máxima recorde que é de 2.5 tri.

    Bitcoin (BTC) – Marketcap Total.
    Fonte: CryptoInforme

    Além disso, o Bitcoin segue perda de a dominância do mercado, porém o ganho de valor de mercado está se aproximando de 1 trilhão de dólares.

    Bitcoin (BTC) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Além disso, destacam-se também nas últimas 24 horas as seguintes criptomoedas:

    • Quant (QNT) +31,06%:
    Quant (QUA) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme
    • OMG Network (OMG) +24,84%:
    OMG Network (OMG) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme
    • Filecoin (FIL) +19%:
    Filecoin (FIL) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme
    • FTX Token (FTT) +16,56%:
    FTX Token (FTT) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme
    • Fantom (FTM) +15,39%:
    Fantom (FTM) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme

    Cenário Técnico

    No cenário técnico o Bitcoin (BTC) conseguiu ultrapassar o nível de resistência dos 50.400 USD e agora tenta consolidar um movimento altista buscando novos níveis de resistência.

    Além disso, vale ressaltar que a formação de um fundo duplo está em andamento e que o alvo desse movimento pode estar entre os 53.900 USD e os 54.800 USD, espera-se alguma resistência para o andamento do price action nessa região.

    Do mesmo modo, no gráfico semanal ocorreu o cruzamento da média móvel semanal de 8 períodos com a de 26 períodos e isso pode gerar um cenário bastante positivo do ponto de vista técnico, já que a média móvel de 50 períodos caminhou bem no gráfico diário para o encontro com a de 200 períodos.

    Ademais, esse movimento mostra um suporte para o preço na região dos 50.400 USD agora as expectativas para um movimento altista e a retomada de novas máximas históricas se renovam.

    Assim, mesmo com o cenário otimista, reforça-se que o preço ganha níveis de forma mais tímida com a ausência de volume.

    Momento para reforçar as ferramentas de proteção

    Dito isso, há que se ressaltar que a utilização das ferramentas de proteção para as posições é de suma importância nesse momento, para que tenha uma maior segurança e proteção do capital em operação.

    Nesse sentido, o nível de suporte agora dos 50.400 USD, pode ser retestado e se houver alguma espécie de efeito manada juntamente com as ações de baleias, podemos ter um evento de liquidação de posições compradas e que poderá levar o preço a buscar níveis mais inferiores.

    Dessa forma, o gerenciamento de risco para as posições não pode ser descartado, já que o retorno de grandes volumes podem levar o preço a uma variação muito alta.

    Bitcoin (BTC) – Price Action 1.
    Fonte: CryptoInforme
    Bitcoin (BTC) – Price Action 2.
    Fonte: CryptoInforme
    Bitcoin (BTC) – Price Action 3.
    Fonte: CryptoInforme
    Bitcoin (BTC) – Price Action 4.
    Fonte: CryptoInforme

    Reportagem de Jean Pierre Teixeira Costa e reportagem adicional de Ana Flávia Santana Saraiva.


    Acompanhe o CryptoInforme diariamente e fique por dentro das principais notícias!

    Curta a página da CryptoRadar no Instagram, Facebook e Twitter interaja conosco.


    OBSERVAÇÃO:  O informativo CryptoInforme não é aconselhamento financeiro, legal e nem indicativo de compra e venda de qualquer ativo. As decisões de como investir devem ser pessoais e com base em seus estudos e pesquisas sobre o mercado financeiro. 

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.