• Análise Técnica

    CryptoInforme

    CryptoInforme 08/09!


    Por Jean Pierre Teixeira Costa • 8 de setembro de 2021
    tempo de leitura do artigo: 10 minutos

    Vamos ao CryptoInforme do dia 08/09!


    CENÁRIO GLOBAL

    Os índices de Wall Street operaram em baixa nesta quarta-feira, devido às preocupações de que a variante do coronavírus Delta possa prejudicar a recuperação da economia e com a incerteza sobre quando o Federal Reserve poderá retrair suas políticas.

    Dito isso, Apple (NASDAQ: AAPL) e o Facebook (NASDAQ: FB) caíram cerca de -1% depois de ajudar a empurrar o Nasdaq para recordes na sessão anterior. 

    Esse fato contribuiu para que o S&P 500 operasse em queda também no dia de hoje.

    Sendo assim, os investidores ficaram mais cautelosos após a divulgação dos dados da folha de pagamento de agosto, enquanto as pressões de custos crescentes, apesar da desaceleração da economia, aumentaram as preocupações de que o FED poderia agir mais cedo do que o esperado para reduzir as medidas monetárias.

    O S&P 500 caiu menos de 1% desde seu recorde de fechamento na quinta-feira passada, e permanece em alta de +20% no acumulado do ano, impulsionado pela política monetária do Fed.

    Giro pelas bolsas europeias

    As ações europeias sofreram sua maior queda em três semanas nesta quarta-feira, um dia antes de uma reunião do Banco Central Europeu (BCE) momento em que os diretores vão debater um corte em seu programa de estímulo da era pandêmica.

    Ações de companhias de serviços financeiros, petróleo e gás e bancos – todos setores sensíveis à economia – caíram cerca de -1,3%.

    Este fato foi impulsionado pelo temor à mudança no grande programa de estímulo do BCE devido ao recente aumento da inflação.

    Dessa forma, disse David Madden, analista de mercado da Equiti Capital em Londres.

    “Há apenas um mês as ações estavam em máximas históricas, e, com uma reunião do BCE amanhã, as pessoas não estarão dispostas a comprar porque pode ser um negócio um pouco arriscado”.

    O BCE deve anunciar uma redução na compra de títulos na quinta-feira, com analistas de mercado prevendo que as aquisições no âmbito do Programa de Compra de Emergência Pandêmica (PEPP) caiam possivelmente para até 60 bilhões de euros (70,91 bilhões de dólares) por mês, ante os atuais 80 bilhões de euros.

    Diante disso, o índice pan-europeu STOXX 600 caiu -1,1%, com papéis de automóveis liderando as perdas ao recuarem -2,2%.

    Ademais, a fabricante finlandesa de pneus Nokian Tyres (HE:TYRES) teve o pior desempenho no setor, com queda de -4,4%, em meio ao descontentamento de investidores com as novas metas de margem da empresa.

    Em Frankfurt, o índice DAX caiu -1,47%, a 15.610,28 pontos.

    Por fim, em Paris, o índice CAC-40 perdeu -0,85%, a 6.668,89 pontos.

    As commodities

    Os Futuros do Petróleo sobem nesta quarta

    Os Futuros do Petróleo subiram nesta na quarta-feira.

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Petróleo com vencimento em outubro foram negociados a 69,36 USD por barril, no momento do fechamento deste CryptoInforme, em alta de +1,48%.

    Assim, o Petróleo estava propenso a encontrar suporte em 67,64 USD e resistência em 70,53 USD.

    Dessa forma, o Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou ganhos +0,16% para negociação a 92,662 USD.

    Em outra parte da ICE, o Petróleo Brent com vencimento em novembro registrou ganhos +1,38% para negociação a 72,68 USD por barril.

    Enquanto isso, o spread entre o Petróleo Brent e o Petróleo ficaram a 3,32 USD por barril nos contratos.

    Os Futuros do Ouro

    Os Futuros de Ouro caíram nesta quarta-feira.

    Na divisão Comex da Bolsa de Nova York, os Futuros de Ouro com vencimento para dezembro foram negociados a 1.794,45 USD por onça troy, no momento do fechamento deste CryptoInforme, em queda de -0,23%.

    O Ouro estava propenso a encontrar suporte em 1.783,75 USD e resistência em 1.836,90 USD.

    Em outra parte da Comex, a Prata para vencimento em dezembro registrou perdas -1,26% para negociação a 24,067 USD por onça troy.

    Para finalizar, o Cobre com vencimento em dezembro registrou perdas -1,03% a 4,2375 USD por libra-peso.

    Os Futuros do Gás Natural apresentam alta na quarta-feira

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Gás Natural com vencimento em outubro foram negociados a 4,893 USD por milhões de unidades térmicas Britânicas, no momento do fechamento deste CryptoInforme, em alta de +7,11%.

    Diante disso, o Gás Natural estava propenso a encontrar suporte em 4,557 USD e resistência em 5,001 USD.

    Em outra parte da Nymex, o Petróleo com vencimento em outubro registrou ganhos +1,36% para negociação a 69,28 USD por barril.

    Assim, o óleo com vencimento em outubro registrou ganhos +0,61% para negociação a 2,1346 USD por galão.

    Os Futuros do Carvão demonstram oscilações

    Os contratos futuros do carvão metalúrgico e do coque da China oscilaram entre ganhos e perdas nesta quarta-feira, após o regulador do mercado anunciar um aumento nas taxas de transação para contratos ativamente negociados.

    Antes disso, a Bolsa de Dalian, na China, divulgou na terça-feira um aviso sobre aumento nas taxas para os contratos outubro, novembro, dezembro e janeiro, a partir das negociações da noite de quarta-feira.

    Ademais, o carvão metalúrgico mais negociado para janeiro, fechou as negociações do dia com alta +0,3%, a 2.855 iuanes (441,78 dólares) a tonelada, após um avanço de 15,7% nos últimos cinco pregões.

    Além disso, o coque com vencimento em janeiro subiu +0,8%, para 3.594 iuanes por tonelada, subindo pela oitava sessão, porém ficou abaixo do recorde registrado na terça-feira.

    Assim, o minério de ferro de Dalian com vencimento em janeiro subiu +0,1%, para 747 iuanes (115,59 dólares) a tonelada.

    Entretanto, o contrato mais ativo de outubro do insumo de aço na Bolsa de Cingapura teve queda acentuada de cerca de -4%.

    Soja volta cair nesta quarta-feira

    A soja não teve fôlego para manter as altas durante o dia e virou para o negativo, sob peso do momento de fraqueza da commodity nesta fase de transição entre a quase colheita americana e o plantio brasileiro.

    Os mercados financeiros globais também sentiram a pressão.

    No momento do fechamento deste CryptoInforme, o dólar index está em alta, mas os mercados futuros em Nova York caem.

    Por outro lado, ainda que longe das condições favoráveis do ano passado, o USDA elevou a 57% das lavouras para boas e excelentes contra 56% da semana anterior.

    CENÁRIO NACIONAL

    IGP-DI tem deflação de 0,14% em agosto, mas acumula alta de 28,21% em 12 meses

    O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) fechou agosto com deflação de 0,14%, invertendo a direção tomada um mês antes, de avanço de 1,45%, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

    A média estimada por consultores e instituições financeiras era de alta de 0,1%, com intervalo das projeções entre recuo de 0,20% e elevação de 0,58%.

    Com este resultado, o índice acumula alta de 15,75% no ano e de 28,21% em 12 meses. 

    Em contrapartida, em agosto de 2020, o índice havia subido 3,87% e acumulava elevação de 15,23% em 12 meses.

    Dessa forma, afirma André Braz, coordenador dos Índices de Preços, em comentário no relatório:

    “Apesar da queda registrada na taxa do IGP-DI, a inflação continua a pressionar a estrutura produtiva das empresas e o orçamento familiar.

    O resultado de agosto foi influenciado pela queda de 21,39% no preço do minério de ferro. Se tal variação fosse excluída do cálculo do IPA, o índice ao produtor registraria alta de 2,48%”.

    Índice de Preços ao Produtor Amplo mostra queda

    Com peso de 60%, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,42% em agosto, após alta de 1,65% em julho. 

    Nesse sentido, sob análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais passou de aumento de 1,50% em julho para 2,19% um mês depois. 

    Dessa forma, o principal responsável por este avanço foram os alimentos in natura (2,23% para 8,09%).

    Por outro lado, com peso de 30%, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) aumentou 0,71% em agosto, contra 0,92% em julho.

    Assim, das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação de um mês para outro Habitação (2,09% para 0,59%), Educação, Leitura e Recreação (1,42% para 1,03%) e Transportes (0,85% para 0,69%).

    Dessa forma, dentre as classes de despesa, vale mencionar o comportamento de tarifa de eletricidade residencial (7,80% para 0,93%), passagem aérea (13,11% para 7,25%) e gasolina (1,85% para 1,14%).

    Em contrapartida, subiram alimentação (0,78% para 1,25%), saúde e cuidados pessoais (0,00% para 0,49%), vestuário (0,08% para 0,38%) e despesas diversas (0,02% para 0,18%).

    Já a comunicação mudou de direção (-0,09% para 0,05%).

    Por fim, com os 10% restantes do IGP-DI, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 0,46% em agosto, ante 0,85% no mês anterior. 

    Os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de julho para agosto: Materiais e Equipamentos (1,28% para 1,01%), Serviços (0,87% para 0,47%) e Mão de Obra (0,48% para 0).

    Indicadores Econômicos

    Fonte: CryptoInforme

    GIRO NO MUNDO CRYPTO

    No mercado cripto a cautela parece também tomar conta do cenário, após a queda do dia 7 de setembro.

    Dessa forma, o mercado apresenta uma fraca recuperação com uma valorização de + 0,41%.

    O valor global do mercado das criptomoedas permanece acima dos 2 trilhões, marca importante que passa a entrar no radar dos investidores após a correção.

    Bitcoin (BTC) – Marketcap Total
    Fonte: CryptoInforme

    Dessa maneira, o Bitcoin que opera de forma comprimida e permanece com a dominância acima da importante marca dos 41%, o que representa uma preocupação para o momento.

    Bitcoin (BTC) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Por outro lado o Ethereum (ETH) segue consolidado e ocupa até o momento 19,4% do mercado.

    Ethereum (ETH) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Por fim as altcoins listadas abaixo se destacaram nas últimas 24 horas:

    • IOST (IOST) +54,62%:
    Iost (IOST) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Algorand (ALGO) 38,99%:
    Algorand (ALGO) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Harmony (ONE) +21,92%:
    Harmony (ONE) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Arweave (AR) +20,30%:
    Arweare (AR) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Herdera Hashgraph (HBAR): +20,30%:
    Herdera Hashgraph (HBAR) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme

    Cenário Técnico

    No cenário técnico, observa-se a compressão do mercado após a grande correção do dia 7 de setembro.

    O Bitcoin (BTC) opera até o momento recuperando seus níveis e enfrenta a resistência dos 46.400 USD.

    Dessa forma, espera-se o pullback desse movimento e, em caso de recuperação, o price action encontrará resistência na Média Móvel Exponencial de 56 períodos na região dos 48.000 USD.

    Bitcoin (BTC) – Pullback.
    Fonte: CryptoInforme

    Do mesmo modo, algumas divergências altistas já podem ser observadas em tempos gráficos menores e a recuperação do índice de força relativa.

    Bitcoin (BTC) – Divergência.
    Fonte: CryptoInforme

    Ainda assim o movimento baixista do dia 7 de setembro chegou com um volume considerável e a sua rejeição em níveis mais abaixo nos apontam que ainda estamos em um momento positivo para o ativo.

    Contudo espera-se uma recuperação e o retorno da volatilidade.

    O barramento do preço na resistência que se pode encontrar na EMA 56 pode dar uma esfriada nos ânimos dos investidores.

    A cautela torna-se a sua melhor amiga nesse momento, pois estamos com o preço de volta à níveis de muita briga e que pode gerar alguma indecisão para os investidores.

    Sendo assim, a utilização das ferramentas de proteção para as posições tornam-se necessária para o momento, visto que a tomada de direção do mercado a partir dos rompimentos podem ser agressivas e assim afetar o capital na operação.

    Bitcoin (BTC) – Price Action 1.
    Fonte: CryptoInforme

    Reportagem de Jean Pierre Teixeira Costa e reportagem adicional de Ana Flávia Santana Saraiva.


    Acompanhe o CryptoInforme diariamente e fique por dentro das principais notícias!

    Curta a página da CryptoRadar no Instagram, Facebook, Twitter e interaja conosco.


    OBSERVAÇÃO: O informativo CryptoInforme do dia 08/09 não é aconselhamento financeiro, legal e nem indicativo de compra e venda de qualquer ativo. As decisões de como investir devem ser pessoais e com base em seus estudos e pesquisas sobre o mercado financeiro. 


  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.