• Análise Técnica

    CryptoInforme

    CryptoInforme 13/10!


    Por Jean Pierre Teixeira Costa • 13 de outubro de 2021
    tempo de leitura do artigo: 10 minutos

    Vamos ao CryptoInforme do dia 13/10!

    CENÁRIO GLOBAL

    Giro pelas Bolsas

    EUA

    S&P 500 sobe à medida que a tecnologia flexiona os músculos, mas a agitação da inflação sufoca a alta

    O S&P 500 fechou em alta na quarta-feira, liderado pela força da tecnologia em meio a temores de que a inflação persistentemente elevada possa prejudicar a recuperação, assim como as atas de setembro do Fed sinalizaram que a redução das compras de títulos poderia começar já no mês que vem. 

    Nesse sentido, o S&P 500 subiu +0,3%, o Dow Jones ficou estável, o Nasdaq subiu +0,73%.

    Desse modo, mostrou a ata do FED:

    “Os participantes observaram que se a decisão de começar a reduzir as compras ocorresse na próxima reunião, o processo de redução poderia começar com os calendários mensais de compra começando em meados de novembro ou meados de dezembro”.

    A ata chegou depois que o Departamento do Trabalho informou que os preços ao consumidor em setembro subiram mais do que o esperado.

    Por outro lado, o índice de preços ao consumidor subiu 0,4% no mês passado, acima do aumento de 0,3% em agosto, e mais do que as estimativas de 0,3%. 

    Preços ao consumidor

    Nesse sentido, o aumento dos preços ao consumidor em setembro elevou o aumento homólogo do IPC de 5,3% em agosto para 5,4%.

    Os sinais de que as pressões sobre os preços estão começando a emergir em áreas adesivas da economia, como os aluguéis e os aluguéis equivalentes dos proprietários, irão testar a narrativa em andamento do Federal Reserve de que a inflação permanece transitória.

    Assim, os pontos de equilíbrio da inflação em 10 anos – uma medida importante das expectativas de inflação na próxima década – subiram para 2,53%, a maior desde maio de 2018.

    Além disso, um novo aumento no ritmo da inflação poderia inverter a relação entre títulos e ações, e pressionar o mercado geral menor. 

    Ademais, disse Christoph Schon, diretor sênior de Pesquisa Aplicada da Qontigo, em uma entrevista na quarta-feira:

    “Quando [o ponto de equilíbrio de 10 anos] ficar acima de 2,5 por cento, as ações e títulos tendem a se mover na mesma direção. 

    Se vermos um novo aumento nas taxas de inflação de equilíbrio, poderemos ver uma liquidação simultânea do mercado de ações e de títulos continuar.”

    Setor Financeiro

    O setor financeiro foi o maior obstáculo para o mercado mais amplo, acompanhado por um declínio das ações bancárias enquanto o JPMorgan iniciava a temporada de lucros do terceiro trimestre.

    Nesse sentido, o JPMorgan Chase (NYSE: JPM ) relatou lucro no terceiro trimestre de 3,74 USD por ação sobre receita de 29,65 bilhões de dólares, em comparação com estimativas de 2,92 USD sobre receita de 29,65 bilhões de dólares. Suas ações caíram mais de 2%.

    Dessa forma, a BlackRock (NYSE: BLK ) também apresentou uma batida nas linhas superior e inferior, elevando suas ações em mais de 3%.

    Além disso, a Delta Air Lines (NYSE: DAL ) teve lucro no terceiro trimestre, mas a companhia aérea alertou que os custos mais altos com combustível afetarão os resultados do quarto trimestre. Suas ações caíram quase 6%.

    Energia

    A energia cortou algumas perdas à medida que os preços do petróleo se recuperaram das baixas da sessão devido às expectativas de que a demanda continuará a se fortalecer.

    O presidente russo, Vladimir Putin, disse que é “bem possível” que os preços do petróleo possam chegar a 100 USD por barril.

    Paralelo a isso, a tecnologia Megacap foi sustentada pela queda nos rendimentos do Tesouro, mas os ganhos no setor como um todo foram controlados pela fraqueza da Apple.

    A Apple (NASDAQ: AAPL ) caiu cerca de 0,5% após relatar a Bloomberg, citando fontes não identificadas, que a gigante da tecnologia provavelmente cortará a produção do iPhone 13 em até 10 milhões de unidades em meio à contínua escassez global de chips.

    Por fim, o alfabeto pai do Google (NASDAQ: GOOGL ), Facebook (NASDAQ: FB ) e Amazon (NASDAQ: AMZN ) estavam acima da linha plana.

    Giro pelas bolsas europeias

    Ações europeias sobem com fortes resultados de SAP e LVMH

    As ações europeias subiram nesta quarta-feira, com uma previsão de balanço otimista do grupo alemão de software SAP (DE:SAPG) (SA:SAPP34) e as robustas vendas trimestrais da fabricante francesa de produtos de luxo LVMH (PA:LVMH) ajudando a aliviar preocupações com a inflação.

    Dessa forma, após apresentar alguma fraqueza na abertura, o índice pan-europeu STOXX 600 atingiu máximas em duas semanas e fechou em alta de 0,7%.

    Além disso, um declínio nos bancos levou o índice FTSE 100, do Reino Unido, a subir apenas 0,2%, enquanto os índices de Espanha e Itália, pesados em credores, ficaram para trás.

    A SAP subiu quase 4% depois de elevar sua perspectiva para o ano cheio pela terceira vez, após forte desempenho trimestral à medida que mais clientes migram suas operações de TI para a nuvem.

    Por outro lado, a fabricante francesa de artigos de luxo LVMH avançou 3,2%, já que as vendas em sua divisão de moda e artigos de couro subiram fortemente no terceiro trimestre, embora o crescimento geral da receita na Ásia e nos Estados Unidos tenha desacelerado após um desempenho estelar no primeiro semestre.

    Enquanto isso, em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,68%, a 15.249,38 pontos.

    Já em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,75%, a 6.597,38 pontos.

    Giro Nacional

    Câmbio

    Dólar fecha em queda de 0,51%, após o BC injetar US$ 1 bilhão no mercado

    O dólar fechou em queda de 0,51%, cotado a 5,5081 BRL, nesta quarta-feira (13), após o Banco Central injetar 1 bilhão de dólares no mercado de câmbio.

    Desse modo, a intervenção provocou uma reviravolta no dólar, que despencou após o anúncio do leilão e aprofundou as perdas após a divulgação do resultado. 

    O volume injetado nesta quarta foi o dobro do colocado na última vez que o BC recorreu a esse recurso de forma extraordinária, em 30 de setembro.

    Assim, com o resultado desta sessão, o dólar acumula alta de 1,15% no mês e de 6,19% no ano.

    Bovespa fecha em queda nesta segunda, dia de pouco movimento

    O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em alta nesta quarta-feira (13), seguindo a tendência global de maior apetite por risco, em movimento liderado por papéis de empresas ligadas ao mercado doméstico

    Dessa forma, o Ibovespa subiu +1,14%, a 113.456 pontos.

    Nesse sentido, com o resultado desta quarta, passou a acumular alta de 2,24% no mês. No ano, tem queda de 4,67%.

    As Commodities

    Os Futuros do Gás Natural

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Gás Natural com vencimento em novembro foram negociados na entrega a 5,535 USD por milhões de unidades térmicas Britânicas, no momento da escrita deste CryptoInforme, alta de +0,54%.

    Além disso, o Gás Natural estava propenso a encontrar suporte em 5,168 USD e resistência em 5,876 USD.

    O Índice Dólar Futuros, que acompanha o desempenho do dólar norte-americano em comparação com a cesta das seis principais moedas, registrou perdas -0,45% para negociação a 94,093 USD.

    Em outra parte da Nymex, o Petróleo para entrega em novembro registrou ganhos 0,02% para negociação a 80,66 USD por barril.

    Enquanto isso, o óleo com vencimento em novembro registrou ganhos +0,53% para negociação a 2,5233 USD por galão.

    Futuros do Ouro

    Na divisão Comex da Bolsa Mercantil de Nova York, Os Futuros de Ouro em Dezembro foram negociados na entrega a 1.793,55 USD por onça troy, no momento da escrita deste CryptoInforme, alta +1,95%.

    Nesse sentido, o Ouro estava propenso a encontrar suporte em 1.749,90 USD e resistência em 1.797,35 USD.

    Por outro lado, em outra parte da Comex, a Prata para entrega em dezembro registrou ganhos +2,59% para negociação 23,098 USD por onça troy.

    Enquanto isso, o Cobre para entrega em dezembro registrou ganhos +3,98% para negociação a 4,4975 USD por libra-peso.

    Futuros do Petróleo

    Na Bolsa de Nova York, Os Futuros do Petróleo em novembro foram negociados na entrega a 80,55 USD por barril, no momento da escrita deste CryptoInforme, caindo 0,11%.

    Dessa forma, o Petróleo estava propenso a encontrar suporte em 74,96 USD e resistência em 82,18 USD.

    Em outra parte da ICE, o Petróleo Brent para entrega em dezembro registrou perdas -0,19% para negociação a 83,26 USD por barril.

    Por outro lado, o spread entre O Petróleo Brent e O Petróleo ficaram a 2,71 USD por barril nos contratos.

    Indicadores Econômicos

    Fonte: CryptoInforme

    GIRO NO MUNDO CRYPTO

    No cenário cripto, tivemos uma valorização de +2,40% na capitalização total do mercado, que até o momento do fechamento desta edição do CryptoInforme estava em 2.395 trilhões de dólares.

    Dessa forma percebe-se uma estabilidade do mercado cripto acima dos 2 trilhões de dólares, o que pode estar se tornando uma acumulação e um ponto de sustentação para o mercado até o momento.

    Bitcoin (BTC) – Marketcap Total.
    Fonte: CryptoInforme

    No que refere à dominância do mercado, o Bitcoin (BTC) atingiu máxima em 45,62% e mínima nos 44,75%.

    Bitcoin (BTC) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Por fim, apresentamos as principais criptomoedas que se destacaram nas últimas 24 horas:

    • Polkadot (DOT): + 17.76%:
    Polkadot (DOT) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Perpetual Protocol (PERP): + 16,82%:
    Perpetual Protocol (PERP) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Telcoin (TEL): +16,43%:
    Tel Coin (TEL) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Stacks (STX): +13,16%:
    Stacks (STX) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Kusama (KSM) +11,96%:
    Kusama (KSM) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme

    Cenário Técnico

    No cenário técnico, o Bitcoin (BTC) segue operando acima dos 55.600 USD, zona de suporte acumulado por um intervalo de tempo, “Range”.

    Com isso as atenções se voltam para os indicadores que podem auxiliar nas operações.

    Entre esses indicadores observa-se o RSI, indicador que mede a força relativa em níveis mais elevados, com algumas divergências no gráfico diário que já se apresentam, a exemplo da ação do preço valorizando com os níveis de força relativa desvalorizando.

    Outro indicador que podemos utilizar para auxílio no comportamento da ação do preço é o MACD iniciou uma desaceleração significativa das suas médias móveis.

    Paralelo a isso o volume inteligente OBV, também mostra uma divergência bearish apresentando uma desaceleração com a ação do preço em desvalorização.

    Sendo assim, temos uma confluência de informações por 3 indicadores diferentes que apontam uma necessidade de correção da ação do preço.

    Cenário de Correção

    Nesse sentido, o cenário dessa correção poderia encaminhar o preço do BTC para os 51.000 USD, o que não ocasionaria uma reversão de tendência do longo prazo, que até o momento segue firme com a sequência do padrão altista conhecido por Cup and Handle ou xícara.

    Nesse sentido, a chegada do preço nos 60.000 USD e uma acumulação do preço nessa região poderia carregar o preço em uma corrida bull até os 69.000 USD em progressão de longo prazo. 

    Reitera-se a importância em se evitar posições com altas alavancagens visto que o atual momento é de risco para essa modalidade.

    Para finalizar, em referência ao gerenciamento de riscos para as operações, é importante respeitar o momento de cautela para as operações e a utilização das ferramentas de proteção para as posições, tais como os stops, para que com o retorno da grande volatilidade não haja agressão ao patrimônio empregado nas operações.

    Bitcoin (BTC) – Price Action 1
    Fonte: CryptoInforme

    Bitcoin (BTC) – Price Action 2
    Fonte: CryptoInforme



    Reportagem de Jean Pierre Teixeira Costa e reportagem adicional de Ana Flávia Santana Saraiva.


    Acompanhe o CryptoInforme diariamente e fique por dentro das principais notícias!

    Curta a página da CryptoRadar no Instagram, Facebook e Twitter interaja conosco.



    OBSERVAÇÃO: O informativo CryptoInforme do dia 13/10 não é aconselhamento financeiro, legal e nem indicativo de compra e venda de qualquer ativo. As decisões de como investir devem ser pessoais e com base em seus estudos e pesquisas sobre o mercado financeiro. 


  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.