• Análise Técnica

    CryptoInforme

    CryptoInforme 16/09!


    Por Jean Pierre Teixeira Costa • 16 de setembro de 2021
    tempo de leitura do artigo: 11 minutos

    Vamos ao CryptoInforme do dia 16/09!


    CENÁRIO GLOBAL

    Giro pelas bolsas dos EUA

    O S&P 500 reduziu algumas perdas na quinta-feira, mesmo com um aumento inesperado nas vendas mensais no varejo renovando as expectativas para o Federal Reserve apertar a política monetária com apenas alguns dias para a reunião do banco central dos EUA.    

    Dessa forma, o S&P 500 caiu -0,16%.

    Do mesmo modo, o Dow Jones Industrial Average caiu -0,18%, ou 63 pontos.

    Por outro lado, o Nasdaq ganhou +0,13%.

    Assim, disse o Scotiabank em uma nota.

    “A baixa da curva do Tesouro aumentou e o S & P500 caiu, presumivelmente com as boas notícias, o que é ruim para a lógica das expectativas do FED”.

    O FED inicia sua reunião de dois dias na próxima semana, com investidores de Wall Street esperando que o banco central estabeleça o caminho para o aperto da política monetária.  

    Além disso, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram de 20.000 para 332.000 na semana encerrada em 11 de setembro, perdendo as previsões de um declínio de 18.000.

    Enquanto isso, a energia devolveu alguns de seus ganhos recentes, mesmo com os preços do petróleo reduzindo suas perdas.

    Por outro lado, as ações de tecnologia encontram-se em equilíbrio no final da sessão, para sair das baixas da sessão, ignorando uma alta nos rendimentos do Tesouro, que tendem a prejudicar as ações em crescimento.

    Por fim, o Google (NASDAQ: GOOGL), Apple (NASDAQ: AAPL) e Facebook (NASDAQ: FB) ficaram no vermelho, enquanto a Microsoft (NASDAQ: MSFT) reduziu as perdas para terminar o dia acima da linha plana.

    Europa

    Na contramão dos mercados asiáticos e americanos, as bolsas da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, com exceção de Lisboa, impulsionadas por ações de companhias aéreas.

    Ao longo do dia, os investidores acompanharam a divulgação de dados econômicos da região e dos EUA, além de comentários da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

    Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia com ganho de 0,44%, a 465,95 pontos.

    Em Londres, o FTSE 100 avançou 0,16%, a 7.027,48 pontos.

    Por outro lado, os papéis da Ryanair (LON:RYA) (SA:R1YA34) subiram 8,27% após a companhia aérea anunciar que sua meta de crescimento de passageiros em um período de cinco anos passou para 225 milhões, um aumento de 50% em relação aos níveis de 2019.

    Dessa forma, diz o analista-chefe de mercados da CMC, Michael Hewson:

    “Foi um dia ligeiramente melhor para os mercados na Europa, que ignoraram uma rescaldo fraco da Ásia, com alguns ganhos decentes para viagens e lazer, que desfrutaram de uma trégua depois do anúncio da Ryanair”. 

    Além disso, as bolsas europeias também ganharam força após a divulgação das vendas no varejo dos EUA, que registraram uma inesperada alta de +0,7% em agosto ante julho. 

    Por outro lado, na zona do euro, as exportações aumentaram 1% em julho ante junho.

    Em discurso desta quinta, Lagarde, do BCE, disse que os suportes fiscal e monetário continuam necessários para a continuidade da recuperação econômica do bloco comum.

    Nos mercados em geral, há preocupações sobre a retomada global, com dados de atividade fracos na China e a possibilidade de default da incorporadora chinesa Evergrande (HK:3333).

    Paralelo a isso, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, subiu +0,23%, a 15.651,75 pontos, e o CAC 40, de Paris, teve alta de +0,59%, a 6.622,59 pontos, com avanço de 2,24% das ações da Airbus (PA:AIR).

    As commodities

    Os Contratos do Petróleo

    Os contratos de petróleo recuaram em parte do dia, mas ganharam fôlego perto do fim da sessão, apoiados por certo arrefecimento da pressão do câmbio.

    Ademais, a commodity mostrou desempenho modesto, após ganhos recentes.

    O contrato do WTI com vencimento em outubro fechou estável, em 72,61 USD o barril. 

    Já o Brent para novembro teve alta de 0,28%, a 75,67 USD o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

    O WTI chegou a reduzir perdas após a alta inesperada nas vendas no varejo dos Estados Unidos em agosto ante julho.

    Assim, a previsão é que o Brent termine este ano em 75 USD o barril, recuando a 70 USD o barril no fim de 2022.

    Os Futuros do Ouro

    Os Futuros de Ouro caíram nessa quinta-feira.

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros de Ouro com vencimento em dezembro foram negociados a 1.754,95 USD por onça troy, queda de -2,22%.

    O Ouro estava propenso a encontrar suporte em 1.745,55 USD e resistência em 1.810,60 USD.

    Em outra parte da Comex, A Prata com vencimento em dezembro registrou perdas -3,78% para negociação a 22,902 USD por onça troy.

    Enquanto isso, o Cobre para entrega em dezembro registrou perdas -3,16% para negociação a 4,2672 USD por libra-peso.

    Os Futuros do Gás Natural em queda

    Na Bolsa de Nova York, os Futuros do Gás Natural com vencimento em outubro foram negociados a 5,303 USD por milhões de unidades térmicas Britânicas, queda de -2,88%.

    O Gás Natural estava propenso a encontrar suporte em 4,879 USD e resistência em 5,650 USD.

    Em outra parte da Nymex, o Petróleo para com vencimento em outubro registrou perdas -0,01% para negociação a 72,62 USD por barril.

    Por fim, o óleo com vencimento em outubro registrou ganhos +0,30% para negociação a 2,2119 USD por galão.

    Açúcar

    Os contratos futuros de açúcar branco na ICE recuaram nesta, depois de atingirem uma nova máxima de quatro anos e meio diante de sinais de que a demanda pode estar se recuperando. 

    Dessa forma, o açúcar branco com vencimento em dezembro fechou em queda de 1,60 dólar, ou -0,3%, em 512,90 dólares a tonelada, após atingir anteriormente a máxima desde março de 2017 em 519,60 dólares.

    Nesse sentido, disse um operador, citando as preocupações contínuas sobre a oferta do maior produtor, o Brasil, para esta e para a próxima temporada.

    “O açúcar branco será o primeiro contrato de açúcar a mostrar aumento na demanda. Isso será seguido posteriormente pelo açúcar bruto.

    Uma mudança no sentimento da demanda enquanto a oferta pode ser cortada ainda mais é construtiva para o preço”.

    Assim, o açúcar bruto para outubro fechou em queda de 0,03 centavo de dólar, ou 0,2%, em 19,49 centavos de dólar por libra-peso.

    Café

    Café arábica para dezembro fechou em alta de 0,8 centavo de dólar, ou +0,4%, em 1,8815 dólar por libra-peso.

    Nesse sentido, os estoques de café verde nos Estados Unidos aumentaram ligeiramente, para 6,1 milhões de sacas no final de agosto.

    CENÁRIO NACIONAL

    Pesquisa Focus passa a incluir projeções para componentes de inflação, divulga BC

    O Banco Central divulgou nesta quinta-feira que sua tradicional pesquisa Focus, para coleta de expectativas junto a agentes de mercado, passou a incluir componentes da inflação, incluindo IPCA administrados, IPCA livres, IPCA serviços, IPCA bens industrializados e IPCA alimentação no domicílio.

    A mudança ocorreu a partir de 14 de setembro e terá reflexo na divulgação semanal do boletim, feita às segundas-feiras.

    Dessa forma, com a atualização, o Focus também passará a divulgar a taxa de desocupação e os componentes do Produto Interno Bruto (PIB) pela ótica da demanda: PIB Despesa de consumo das famílias, PIB Despesa de consumo da administração pública, PIB Formação bruta de capital fixo, PIB Exportação de bens e serviços e PIB Importação de bens.

    Segundo o BC, a coleta de informações para os componentes do IPCA ocorre para projeções mensais e anuais. A taxa de desocupação terá coleta para projeções mensais e anuais, ao passo que, para os novos segmentos do PIB, as projeções coletadas contemplarão apenas a variação anual.

    Nesse sentido, o BC também informou que deixaram de ser pesquisadas as estimativas para a variação da Produção industrial e para as variações trimestrais dos PIBs setoriais (Agropecuária, Indústria e Serviços), permanecendo a coleta das variações anuais desses componentes do PIB.

    Desde janeiro o BC vem promovendo mudanças no Focus e, nesta quinta-feira, justificou que as últimas alterações integram nova etapa desse processo de aprimoramento.

    Senado pauta projeto do marco legal das ferrovias para 3ª-feira

    O Senado Federal deve votar o projeto que trata do novo Marco Legal das Ferrovias na próxima terça-feira (21), informou o relator da proposta, senador Jean Paul Prates (PT-RN).

    A decisão foi tomada em reunião de líderes, que também decidiu formar uma comissão para discutir a crise hídrica. O projeto sinaliza um contraponto ao governo, que editou medida provisória para novo marco legal do transporte ferroviário.

    Nesse sentido, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não devolveu a MP, mas lembrou que um projeto sobre o assunto já vinha sendo discutido no Congresso Nacional.

    Para esclarecer, de autoria do senador José Serra (PSDB-SP), o projeto trata da exploração indireta pela União do transporte ferroviário em infraestruturas privadas e autoriza autorregulação no setor.

    Câmara do DF aprova redução na alíquota do ICMS para combustível

    Um alívio para o bolso dos motoristas do Distrito Federal.

    A Câmara Legislativa aprovou a redução de 3% na alíquota do ICMS para combustíveis. O ICMS é o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços e a redução tornará mais baratos o álcool, a gasolina e o diesel.

    Assim, a estimativa é que o preço final da gasolina e do álcool caia 7%, e o do diesel, 11%.

    Mas como a redução impacta diretamente o orçamento, ela não pode ser adotada imediatamente. Passará a valer só em 2022, e de forma gradual, ou seja, a queda será de 1% por ano até 2024.

    Na prática, isso significa que em 2024 o imposto terá o mesmo peso que tinha no ano de 2015.

    Dessa forma, a Secretaria de Economia do Distrito Federal estima que o governo deixará de arrecadar 345,4 milhões de reais, mas prevê que poderá ser compensado com o reaquecimento da economia, que aumentaria a arrecadação tributária.

    Indicadores Econômicos

    Fonte: CryptoInforme

    GIRO NO MUNDO CRYPTO

    No cenário cripto, o mercado opera em desvalorização e registra perda  de -1,42% do valor total,  dessa forma o marketcap global das criptos  se afasta dos 2,2 trilhões de dólares.

    Bitcoin (BTC) – Marketcap Total.
    Fonte: CryptoInforme

    No que se refere à dominância do mercado, o Bitcoin (BTC) que hoje opera em leve queda de preço, porém recuperando espaço de forma tímida, se mantém acima do suporte registrado em 41,30% do mercado.

    Bitcoin (BTC) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Por fim, destacamos as seguintes criptomoedas que se destacaram nas últimas 24 horas.

    • Audius (AUDIO) +29,48%:

    Audius (AUDIO) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme

    • Avalanche (AVAX) +14,13%:

    Avalanche (AVAX) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme

    • ThorChain (RUNE) +10,13%:

    ThorChain (RUNE) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme

    • Cosmos (ATOM) +6,61%:

    Cosmos (ATOM) – Price Action.
    Fonte: CryptoInforme

    Cenário Técnico

    No cenário técnico, pode-se observar que o bitcoin encontrou suporte para o curto prazo na região de suporte nos 47.000 USD.

    Dessa forma as atenções voltam-se para o aumento da procura e da oferta por esse ativo, visto que para esse momento de acumulação podemos visualizar as “baleias”, denominação para os detentores de ao menos 1000 Bitcoins em carteira, iniciaram as reduções das posições com a venda de aproximadamente 23.000 Bitcoins, equivalentes a quase 1 bilhão de dólares.

    Sendo assim, a cautela para o momento dentro das operações deve ser redobrada com a visualização do cenário que apesar de otimista ainda sofre interferências com esse tipo de ação.

    Com isso, a continuação de uma nova tendência de alta para o price action poderá ser confirmada com o rompimento da resistência marcada próxima aos 48.429 USD.

    Dito isto, com a recuperação do preço e do retorno da capitalização do ativo próxima ao 1 trilhão de dólares, será possível uma chegada do price action novamente aos níveis próximos aos 50.000 USD.

    Assim, em referência ao gerenciamento de riscos para as operações, é importante respeitar o momento de cautela para as operações e a utilização das ferramentas de proteção para as posições, tais como os stops, para que com o retorno da grande volatilidade não haja agressão ao patrimônio empregado nas operações.

    Bitcoin (BTC) – Price Action 1.
    Fonte: CryptoInforme
    Bitcoin (BTC) – Price Action 2.
    Fonte: CryptoInforme


    Reportagem de Jean Pierre Teixeira Costa e reportagem adicional de Ana Flávia Santana Saraiva.


    Acompanhe o CryptoInforme diariamente e fique por dentro das principais notícias!

    Curta a página da CryptoRadar no Instagram, Facebook e Twitter interaja conosco.


    OBSERVAÇÃO:  O informativo CryptoInforme do dia 16/09 não é aconselhamento financeiro, legal e nem indicativo de compra e venda de qualquer ativo. As decisões de como investir devem ser pessoais e com base em seus estudos e pesquisas sobre o mercado financeiro. 

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.