• Análise Técnica

    CryptoInforme

    CryptoInforme do dia 11/11


    Por Jean Pierre Teixeira Costa • 12 de novembro de 2021
    tempo de leitura do artigo: 5 minutos

    Vamos ao CryptoInforme do dia 11/11!

    CENÁRIO GLOBAL


    EUA

    S&P 500 ganha como ganho de materiais, tecnologia encontra equilíbrio após venda

    O S&P 500 obteve um ganho na quinta-feira depois de perder terreno no fechamento, mas a dinâmica negativa foi mantida em xeque por um aumento alimentado por chips em tecnologia e resistência em materiais.   

    Nesse sentido, o S&P 500 subiu 0,06%, o Dow Jones caiu 0,4%, ou 158 pontos, o Nasdaq subiu 0,5%.

    Europa

    Ações europeias batem novas máximas recordes

    As ações europeias fecharam em máxima recorde nesta quinta-feira, depois que o alívio em torno da incorporadora imobiliária China Evergrande beneficiou as ações de mineração focadas na China, enquanto uma série de balanços corporativos fortes ajudou no sentimento.

    Nessa linha, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,34%, a 1.878 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,32%, a 485 pontos.

    Por outro lado, em Londres, o índice FTSE 100 avançou 0,60%, a 7.384 pontos.

    Além disso, em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,10%, a 16.083 pontos.

    Por fim, em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,20%, a 7.059 pontos.


    Câmbio

    Dólar tem maior queda desde o final de agosto com expectativa de novo aumento nos juros

    O dólar fechou em forte queda de 1,74%, cotado a 5,4041 BRL, nesta quinta-feira (11), em meio a expectativas crescentes de que o Banco Central endurecerá o ritmo da alta dos juros para tentar conter a inflação.

    Nesse sentido, essa foi a queda mais forte desde 24 de agosto deste ano (-2,25%) e seu menor patamar para encerramento desde 1° de outubro (5,3696 BRL).

    Dessa forma, com o resultado, a moeda norte-americana passou a acumular queda de 4,31% no mês. No ano, porém, ainda tem alta de 4,18%.

    Bovespa fecha em alta apoiada por Vale; ação da Via desaba 12,48%

    O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em alta nesta quinta-feira (11), com Vale respondendo pelo principal suporte após avanço dos preços do minério de ferro na China.

    Nesse sentido, o Ibovespa subiu 1,54%, a 107.594 pontos. 

    Dessa forma, com o resultado desta quinta, a bolsa acumula alta de 2,64% na parcial da semana é de 3,96% no mês. No ano, no entanto, a perda é de 9,60%.


    Fonte: CryptoInforme

    No cenário cripto, o mercado fechou com uma pequena alta de +0,15%, com um valor total de 2,798 trilhões de dólares.

    Além disso, durante o dia houve o registro de máxima nos 2,864 trilhões de dólares e mínima nos 2,722 trilhões de dólares.

    Bitcoin (BTC) – Marketcap Total.
    Fonte: CryptoInforme

    No que se refere à dominância do mercado, o Bitcoin (BTC) retrai -0,45% e passou a ocupar 43,17% do capital total do mercado cripto.

    Bitcoin (BTC) – Dominância.
    Fonte: CryptoInforme

    Por fim, apresentamos as principais criptomoedas que se destacaram nas últimas 24 horas:

    • Uma (UMA) +39,14%:
    Uma (UMA) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Ox (ZRX) +15,47%:
    Ox (ZRX) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Horizen (ZEN) +14,43%:
    Horizen (ZEN) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme
    • Zcash (ZEC) +14,40%:
    Zcash (ZEC) – Price Action
    Fonte: CryptoInforme

    No cenário técnico, o Bitcoin (BTC), encontra-se em um momento de compressão após a depressão do dia 10 de novembro, com isso fechou o dia com uma desvalorização -0,15% no valor de 64.821,33 USD.

    Além disso, o BTC durante o dia atingiu a sua máxima nos 65.625,44 USD e mínima em 64.140 USD.

    Dessa forma é importante manter muita cautela, pois observa-se um momento de indecisão para qual lado a ação do preço deve seguir.

    O momento é de atenção e proteção para o capital empregado nas posições. Tendo em vista uma possível formação de acúmulo para a região, e uma direção ainda indefinida.

    Além disso, para o lado Bullish, o suporte acima da média móvel de 8 períodos pode gerar um certo otimismo para uma possível recuperação do preço e a formação de novas máximas históricas.

    Para isso espera-se uma valorização do preço com da capitalização do ativo que segue formando mínimas acima das mínimas anteriores.

    Formação de LTB

    Dessa forma, a sequência de máximas mais abaixo que as máximas anteriores, observa-se a formação de uma linha de tendência de baixa (LTB) que iniciou com a rejeição dos 69.000 USD.

    Com isso, a agressão do preço a essa LTB, pode levar o ativo a ser negociado novamente próximo à região dos 66.500 USD.

    Até o momento, o valor de mercado do Bitcoin equivale a 1.224 trilhões de dólares.

    Dito isto, com a chegada de “novo capital” para o ativo, espera-se que haja um crescente volume de negociações trazendo de volta a aceitação e a confiança do investidor.

    Por outro lado, a preocupação com a continuação do movimento em busca de zonas mais atrativas para negociações pode levar o ativo a retestar a média de 26 períodos diários que agora se encontra na região dos 62.880 USD.

    Reitera-se a importância em se evitar posições com altas alavancagens visto que o atual momento é de risco para essa modalidade.

    Para finalizar, em referência ao gerenciamento de riscos para as operações, é importante respeitar o momento de cautela para as operações e a utilização das ferramentas de proteção para as posições, tais como os stops, para que com o retorno da grande volatilidade não haja agressão ao patrimônio empregado nas operações.

    Bitcoin (BTC) – Price Action 1
    Fonte: CryptoInforme

    Bitcoin (BTC) – Price Action 2
    Fonte: CryptoInforme
    Bitcoin (BTC) – Price Action 3
    Fonte: CryptoInforme


    Reportagem de Jean Pierre Teixeira Costa e reportagem adicional de Ana Flávia Santana Saraiva.


    Acompanhe o CryptoInforme diariamente e fique por dentro das principais notícias!

    Curta a página da CryptoRadar no Instagram, Facebook, Twitter e interaja conosco!


    OBSERVAÇÃO: O informativo CryptoInforme do dia 11/11 não é aconselhamento financeiro, legal e nem indicativo de compra e venda de qualquer ativo. As decisões de como investir devem ser pessoais e com base em seus estudos e pesquisas sobre o mercado financeiro. 



  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.