Blockchain pode simplificar transações B2B? Mastercard acredita que sim.

0
88
Blockchain pode simplificar transações B2B? Mastercard acredita que sim.

A gigante de  serviços financeiros, Mastercard, inventou um sistema em blockchain que visa simplificar as transações entre empresas (business to business ou B2B) em um ambiente corporativo com alto volume de alto volume.

Sistema visa atualizar sistema de transações B2B

O novo sistema está descrito em uma série de três pedidos de patentes (aplicações 20180260811, 20180260879 e 20180262335) apresentados pela empresa. Embora solicitadas em março, as patentes só foram divulgadas na última quinta (13) pelo Escritório de Patentes e Marcas dos EUA (USPTO).

Os autores das patentes explicam que os sistemas de liquidação existentes, que liquidam transações individuais de ponta a ponta, não se adaptam bem às necessidades das empresas do século XXI.

“Atualmente, os sistemas de liquidação existentes geralmente operam usando a liquidação de transações de pagamento individuais. Por exemplo, depois que uma transação é processada, o banco emissor transferirá os fundos para a rede de liquidação, que encaminhará os fundos dessa única transação para o banco adquirente. Como a maioria das empresas não são empresas financeiras, ou financeiramente reguladas, a inovação transacional B2B deixou os fluxos de pagamento entre as partes intactas”, escreveram.

Como resultado, a colaboração B2B do século XXI se dá em uma plataforma de pagamentos B2B difícil de gerenciar, desconectada e praticamente inalterada desde meados do século XX. À medida que o número de transações processadas e, portanto, liquidadas, aumenta, a pressão sobre o poder de processamento dos sistemas de liquidação e das instituições financeiras aumenta, assim como o número de transferências de fundos que devem ocorrer todos os dias.

De acordo com a Mastercard, há a necessidade de um sistema de pagamentos uniforme que permita a realização de transações B2B de maneira mais eficiente. Portanto, a empresa acredita que a tecnologia blockchain, ou outro tipo de livro contábil descentralizado, poderia ser a solução ideal para um sistema de liquidação entre empresas.

Blockchain poderia ser a solução ideal

A tecnologia blockchain permitiria o armazenamento dos dados em um sistema com um formato claro que fosse facilmente acessível e auditável pelas empresas conectadas à ele, enquanto permanecesse altamente resistente à adulterações. Desse modo, essas características seriam bastante positivas, principalmente considerando que a maioria dos participantes não seriam instituições financeiras.

Ajay Banga, CEO da Mastercard
Ajay Banga, CEO da Mastercard

Conforme a descrição da patente, o sistema poderia ser construído tanto em uma blockchain pública, quanto em uma blockchain privada. No entanto, se a Mastercard, de fato criar o sistema, é provável que ele seja construído em uma rede permissiva.

Isso se dá pelo fato do CEO da Mastercard, Ajay Banga, possuir um histórico de ataques às criptomoedas públicas e descentralizadas. Em julho deste ano, ele afirmou que esses ativos digitais eram “lixo”, acrescentando que ele somente estaria interessado em ativos digitais desenvolvidos pelo governo.

 

Você confiaria em um sistema de transações B2B em uma blockchain privada? Comente abaixo.

 


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

Nosso episódio sobre ETF já está no ar! Acesse CryptoTalk e ouça nosso podcast.