Dubai quer Implementar “Tribunal em Blockchain”

0
79
Dubai quer Implementar Tribunal em Blockchain

Os Tribunais do Centro Financeiro Internacional de Dubai (DIFC), especificamente encarregado de supervisionar todas as disputas civis e comerciais envolvendo transações financeiras, tanto no âmbito nacional quanto no internacional, está se voltando para a tecnologia blockchain para “criar o primeiro tribunal disruptivo do mundo”.

A DIFC anunciou o seu plano “de criar o primeiro Tribunal em Blockchain”, em uma parceria com a iniciativa governamental Smart Dubai, que irá, fundamentalmente, modificar o processo judicial no futuro. O pivô para um “futuro movido a blockchain” irá trazer “maior eficiência em todo o ecossistema legal”, afirmou a autoridade em um comunicado.

Os dois órgãos formarão uma força-tarefa conjunta para desenvolver, especificamente, uma rede construída sob a tecnologia blockchain com contratos inteligentes, para explorar a verificação de julgamentos judiciais e o compartilhamento de documentos em tempo real para a aplicação eficaz da lei transfronteiriça. Além da etapa inicial, outros “benefícios de longo alcance” incluem a remoção da duplicação de documentos e a simplificação do processo judicial mais amplo, o comunicado acrescentou.

A Diretora Executiva da DIFC Courts, Amna Al Owais, declarou:

Ao aproveitar a tecnologia blockchain, Dubai estará firmemente posicionado na vanguarda da inovação jurídica e judicial, estabelecendo os padrões para os países e judiciários seguirem.

Curiosamente, a força-tarefa conjunta – por meio de conhecimentos e recursos combinados, incluindo o apoio do governo de Dubai – explorará meios para “investigar as disputas decorrentes de blockchains privadas e públicas, com regulamentação e termos contratuais codificados dentro do contrato inteligente”.

O Smart Dubai Office (SDO) destacou uma iniciativa transformadora chamada ‘Dubai Blockchain Strategy’ baseada em tecnologia descentralizada para aplicações em vários setores, incluindo e-governance, sistema de pagamentos municipal, todo o registro de terras de Dubai, viagens sem passaporte para turistas entre outros.

Tal é a ênfase na digitalização através da tecnologia blockchain, que o diretor-geral da SDO, Dr. Aisha Bin Bishr, confirmou a iniciativa do governo de “executar 100% das transações governamentais aplicáveis na Blockchain até 2020”.

“Uma invenção desse calibre e potencial requer um conjunto de regras igualmente perturbador e uma instituição capacitada para sustentá-los”, afirmou, acrescentando:

É aí que entra nossa parceria com a DIFC Courts, permitindo que trabalhemos juntos e criemos a primeira corte revolucionária do mundo, ajudando a liberar verdadeiramente o poder da tecnologia blockchain.

Outros dois exemplos de países que estão buscando implementar a tecnologia blockchain em seus governos são, Malta e Suíça. Recentemente, Malta aprimorou o sistema de transporte público utilizando a tecnologia blockchain, enquanto em Zug, cidade da Suíça, realizou primeira votação em blockchain, que foi considerada um sucesso.

Claro que ainda temos um longo caminho pela frente, mas o importante é perceber que, atualmente, a inovação da tecnologia blockchain é incontestável e ela irá, efetivamente, transformar nossas vidas.

Qual a sua opinião sobre a aplicação dessa tecnologia descentralizada em governos ao redor do mundo? Comente.


Curta a página da CryptoRadar no Facebook.


Nosso terceiro episódio já está no ar! Acesse CryptoTalk e ouça nosso podcast.