BitConf 2018 é Realizada em São Paulo

0
49
BitConf 2018 é realizada em São Paulo neste fim de semana

A 6ª edição da BitConf, Conferência Brasileira Sobre Bitcoin e Criptomoedas, está sendo realizada neste fim de semana em São Paulo. O evento está sendo realizado no World Trade Center, considerado um dos melhores locais para eventos em São Paulo – SP.

Com um público estimado de 1.000 pessoas o evento reúne, especialistas, donos de corretoras, entusiastas e iniciantes no universo de criptoativos.

Nesse primeiro dia, 16 palestras foram realizadas, entre elas, apresentações de exchanges (Coinwise, Braziliex, All Coin Wallet e BRE Coins), plataformas de desenvolvimento de tecnologia blockchain (Blockchain Research Institute, Bitwolf e IBM), certificações digitais e soluções de identidade baseados em blockchain (Certisign e OriginalMy).

QUER INVESTIR EM BITCOIN? LEIA NOSSO ARTIGO SOBRE COMO INVESTIR EM CRIPTOMOEDAS!

As palestras foram extremamente interessantes e demonstraram o atual estágio de maturidade do universo de criptoativos, tanto no Brasil como no mundo.

O palestrante Marco Carnut da CoinWISE salientou que é necessário que os HODLers (pessoas que compram e somente armazenam seus criptoativos) gastem uma parcela de suas criptomoedas para poder movimentar o mercado e garantir o aumento do uso das moedas virtuais na economia real, ele sugere uma proporção de 80% HODL (armazenar) e 20% de SPEDN (gastar).

80 hodl 20 spedn

Devemos adotar as criptomoedas no dia a dia, só assim seremos grandes.

O Sr. Rafael Steinfeld da consultoria jurídica de ICOs Bitwolf fez um alerta sobre a união da comunidade de criptoativos. Frisou a importância para que ela esteja mais unida e estruturada. “Não faz sentido termos três associações de cripto no Brasil, isso enfraquece as demandas, diminui a transparência e divide esforços para um bem comum a todos”, concluiu Steinfeld.

O que não entra na sua cabeça, não cabe no seu bolso.

A advogada Emilia Campos chamou a atenção para as medidas restritivas injustas tomadas contra as corretoras de cripto no Brasil, com fechamento de contas pelos bancos como forma de impedir a adoção das moedas virtuais. Ela também cita que vê com muito espanto a recente proibição de quaisquer anúncios pagos sobre criptoativos em plataformas como o Youtube, Facebook e Twitter.

“Até pouco tempo atrás essas empresas eram sinônimos de inovação e agora decidem proibir esse tipo de publicidade, simplesmente porque podem.”

O representante da All Coin Wallet fez uma bela e informativa retrospectiva do dinheiro no contexto histórico para rebater as principais críticas que o Bitcoin sofre, como, não ter valor intrínseco, não ter lastro, não ter amplo uso e aceitação e finalmente, de que é uma bolha.

O Sr. Rodrigo Ambrissi, representante da DASH Brasil, explanou o modelo de governança descentralizada que a rede do DASH aplica e suas implicações. Nesse tipo de rede, masternodes (grandes investidores na moeda) decidem através de votos quais os rumos da rede e quais projetos serão aceitos ou não para serem financiadas pela rede (10% de todo novo DASH produzido vai para uma tesouraria para financiar projetos de interesse da rede).

E você, está acompanhando a BitConf? Deixe seu comentário.