• Criptoativos

    Altcoins

    Gemini Dollar e demais stablecoins crescem após queda do Tether


    Por Alexandre Dantas Lage • 19 de outubro de 2018
    tempo de leitura do artigo: 3 minutos

    Enquanto o Tether (USDT) despencava na última segunda (15), investidores estavam à procura de uma substituta para o dólar digital. Contudo, essa tarefa foi fácil para os traders, pois, atualmente, existem várias opções de stablecoins no mercado.

    GUSD cresce frente queda do USDT

    Assim, investidores passaram a negociar o Gemini Dollar (GUSD) na plataforma Bibox, a décima maior bolsa em volume ajustado de acordo com o site Coinmarketcap. A bolsa é responsável por 96% de todo o volume negociado em GUSD, uma vez que a plataforma Gemini, ainda não oferece pares de negociação para a sua própria stablecoin.

    De acordo com dados internos da Bibox, o volume de negociações para os pares com GUSD na plataforma, praticamente dobrou. Aliás, essa procura pelo GUSD se deu pois o USDT enfrentava uma turbulência, onde rumores afirmavam a queda da Tether, dona do USDT.

    Bibox negocia a maior parte de GUSD no mercado

    Pares de GUSD na bolsa de cripto Bibox. Fonte: Coinmarketcap.com

    Enquanto isso, o volume de negociações envolvendo o USDT caíram aproximadamente 70%. “Investidores possuem menos incentivo em negociar USDT como um método de limitar o risco”, afirmou o co-fundador da plataforma, Aries Wang.

    Volume baixo

    No entanto, mesmo após os rumores negativos envolvendo o USDT, o volume negociado em GUSD ainda é baixo frente à principal stablecoin do setor. A Bibox foi a primeira bolsa de cripto a listar a GUSD, portanto, desde final de 2018 a moeda digital estável é negociada na plataforma.

    “Eu acredito que o USDT ainda possui a dominância do volume de negociação de todas as moedas digitais estáveis”, afirmou Wang. Enquanto o volume de USDT negociado na bolsa caiu para em torno de $50 milhões de dólares, o volume de GUSD aumentou para $2 milhões de dólares.

    Aliás, o GUSD foi lançado há apenas um mês, então o volume ainda é baixo frente a outras stablecoins já consolidadas no mercado. Atualmente, de acordo com o site Coinmarketcap, apenas seis bolsas oferecem negociações em GUSD. No entanto, apenas três delas, Bibox, OKEx e HitBTC, possuem um volume de negociação de 24 horas acima de $100.000 USD.

    GUSD chegou a ser negociada a $1,19 USD na última terça-feira (16)

    GUSD chegou a ser negociada a $1,19 USD na última terça-feira (16). Fonte: Coinmarketcap.com

    De todo modo, a demanda por stablecoins alternativas ajudou para a grande valorização da moeda estável dos gêmeos Winklevoss. Na terça-feira (16), a GUSD chegou a ser negociada a $1,19 USD, de acordo com o site coinmarketcap.

    Moedas digitais estáveis alternativas

    Analisando as recentes listagens de moedas digitais estáveis, a dominância do USDT pode estar em jogo.

    A fim de oferecer alternativas ao USDT, poucas horas após o compartilhamento dos rumores negativos sobre o Tether, as bolsas de cripto se movimentaram rapidamente para oferecer alternativas, como a GUSD da Gemini, a USD Coin (USDC) da Circle, a Paxos Standard (PAX) e a TrueUSD (TUSD) da TrustToken.

    Corrida para oferecer alternativas

    A “corrida” começou entre a OKEx e a Fcoin. Ambas anunciaram a listagem de TUSD, USDC, GUSD e PAX. Então foi a vez da Huobi, afirmando que iria listar as mesmas quatro stablecoins. Enquanto a BitForex afirmou que iria listar a GUSD, a ZB.com anunciou a listagem da PAX e a Bit-Z anunciou a listagem de todas as quatro. Além disso, a BCEX anunciou que implementaria negociação com os pares de GUSD e PAX.

    publicação da Bibox sobre o USDT no Twitter

    publicação da Bibox sobre o USDT no Twitter

    A vencedora da corrida, Bibox, lembrou seus clientes de que o USDT não era sua única opção. “O que fazer agora, se você possui #USDT?. Que tal o negociar por outras stablecoins como a #GUSD?”, a bolsa publicou no Twitter.

    Além disso, outra bolsa que foi uma das primeiras a ir contra o Tether listando outras stablecoins em sua plataforma, a DigiFinex foi mais longe e ainda disse que em meados de setembro, ela não só iria listar a TUSD, como também iria, aos poucos, eliminar a negociação de USDT em sua plataforma.

    “Nós estabelecemos a meta de nos livrarmos do Tether ainda este ano”, disse a co-fundadora da DigiFinex, Kiana Shek. A bolsa já anunciou a listagem da PAX e da USDC, acrescentou. “Estamos ansiosos pelo dia em que veremos a queda do Tether, e estamos bem preparados para isso.”

     

    Qual a sua opinião sobre o Tether? Acredita que ele irá “quebrar”? Comente abaixo.


    Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

    Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e ouça.


     

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.