• Tecnologia

    Altcoins

    8 Razões para o Bitcoin alcançar 100 mil dólares


    Por Alexandre Dantas Lage • 15 de janeiro de 2018
    tempo de leitura do artigo: 5 minutos

    Existem várias razões para isso acontecer e neste artigo eu listo 8 motivos para o bitcoin alcançar 100 mil dólares. Ano passado ele acumulou alta de, incríveis, 1.469%!

    As criptomoedas, especialmente o Bitcoin, chamaram mais do que atenção dos investidores em 2017. As moedas digitais os enfeitiçaram. Bitcoin iniciou e terminou o ano de 2017 sendo cotado a US $ 963,66 e US $ 14.156,40, respectivamente.

    Ele quase alcançou a incrível marca de US $ 20 mil, sendo cotado em US $ 19.758,20 em 17 de dezembro. Isso fez com que, tanto o bitcoin, como as outras moedas digitais, recebessem uma exposição enorme na mídia, o que resultou na criação de milhares de novas criptomoedas no ano que se passou.

    em 17 de dezembro, bitcoin alcança a marca de US $ 19.758,20

    Existem muitas razões para que as criptomoedas se valorizem ou desvalorizem, mas o motivo principal será oferta e demanda. Para entender o que poderia levar o Bitcoin a ter um preço significativamente maior, listei 8 motivos a seguir.

    Escolhi o valor de US $ 100 mil arbitrariamente, apesar de ter lido que o bitcoin pode ir para US $ 1 milhão. Mas suspeito que seja somente para atrair a atenção da imprensa.

    Limitado a 21 milhões de unidades

    A criação, ou mineração, de bitcoins terá fim ao alcançar 21 milhões de unidade (aproximadamente no ano de 2140). A primeira unidade foi minerada em 3 de janeiro de 2009 e, atualmente, existem algo em torno de 16,8 milhões de unidades em circulação.

    Como você pode notar na escala logarítmica abaixo, a criação de bitcoin está diminuindo ao passar do tempo. Isso é devido ao fato de que, a cada 4 anos, o volume de criação da moeda digital é reduzido pela metade. Com a produção limitada, a oferta entra em jogo.

    escala logaritmica de bitcoins em circulação

    Primeiro a ser criado, aceito e a ser exposto na mídia

    O que é exclusivo do bitcoin, ao contrário das outras moedas digitais, é que ele foi o primeiro a ser inventado, ganhou a aceitação de investidores e empresas e recebeu a maior atenção da mídia. Novas empresas foram criadas para apoiá-lo e negociá-lo, o que levou outros a tomar conhecimento e tentar fazer dinheiro com a hype.

    Uma vez que não existe nenhum aspecto físico atribuível ao Bitcoin, ter essas qualidades foram de enorme ajuda para que ele ganhasse força. Eu estou considerando essas 3 como um motivo pois elas possuem uma sinergia boa entre si e ajudam a criar demanda.

    FOMO (Fear of missing out)

    O medo de ficar de fora, ou FOMO, ajudou a criar uma reação em cadeia. Investidores não querem perder a próxima grande oportunidade e, até certo ponto, se gabar de que possuem Bitcoin.

    Foi noticiado pela CNBC que a Coinbase, uma exchange de criptomoedas, possuía mais usuários do que a Charles Schwab, uma das maiores corretoras de ações dos Estados Unidos. Em outubro do ano passado, eram de 11,7 milhões de contas na Coinbase contra 10,6 milhões de contas na Schwab.

    Em apenas uma semana em novembro, mais 300 mil contas foram criadas, totalizando 13,3 milhões de contas no início de dezembro. Se isso não é medo de ficar de fora, nada mais é.

    Chaves Perdidas

    AS pessoas perdem ou esquecem as coisas que possuem e, surpreendentemente, isso também acontece com as chaves privadas de criptomoedas.

    As carteiras de criptomoedas são seguras enquanto o dono possuir acesso às chaves das mesmas. Se ele as perder, esquecer ou mesmo doar o computador ou o dispositivo onde está a chave, esta, provavelmente, será perdida para sempre.

    Kimberly Grauer, Economista Chefe na Chainalysis, estima que 23% das chaves foram perdidas, o que diminui a oferta.

    Grandes Empresas de Investimento dão Credibilidade

    A CBOE (Chicago Board Options Exchange) e o Grupo CME, listaram contratos de futuros de bitcoin em dezembro do ano passado. A Fidelity anunciou que, além de fazer pequenos investimentos em empresas de criptomoedas, a empresa também possuía uma pequena mineradora.

    Quando você adiciona relatórios de que a Goldman Sachs poderia começar a negociar criptomoedas, os investidores se sentem mais confortáveis em investir e criar demanda. Essas grandes instituições financeiras não colocariam recursos e pessoas em moedas digitais se não acreditassem que eram viáveis.

    Mais Difícil e Custoso Minerar Bitcoins

    minerador de bitcoin

    A mineração do bitcoin é produzida através de uma prova de trabalho (PoW). Quanto mais mineradores existirem, mais difícil se torna o problema matemático a ser resolvido para a criação de novas unidades.

    Essa criação é feita exclusivamente por computadores. Dessa forma, mais força computacional é necessária para criar novos bitcoins. Isso leva a gastos mais altos com equipamento e energia elétrica.

    A CNBC transmitiu um programa de tv na semana passada, no qual mostrava uma enorme mineradora de bitcoin que era localizada em Washington, onde os custos de eletricidade são muito baixos.

    O custo para criar uma unidade de bitcoin era cerca de US $ 3.500, então, era muito lucrativo fazê-lo pois cada unidade de bitcoin era avaliada em US $ 10 mil. Se os custos de mineração aumentarem, a velocidade na criação de novos bitcoins poderia ser reduzida, o que prejudicaria o fornecimento à curto prazo.

    Acúmulo de Bitcoins

    O acúmulo de bitcoins pode ocorrer quando seus proprietários acreditam que seu valor aumente. Embora isso possa limitar o suprimento da moeda digital, isso pode ocorrer com qualquer ativo. Em algum momento, por algum preço, seus donos decidirão se separar deles.

    Segurança

    O dólar americano é considerado a moeda “mais segura”, uma vez que possui fé e apoio plenos do governo dos Estados Unidos. Dito isto, há uma série de pessoas, e eu suspeito que esse número aumente a cada dia, que olham para o bitcoin e outras criptomoedas como um refúgio seguro em tempos difíceis.

    O bitcoin começou a ganhar força através de pessoas que vivem ou enviam dinheiro para países cujos governos eles não confiam, como o Zimbábue, ou onde a inflação é muito alta, como a Venezuela.

    Isso irá acontecer?

    Assim como na maioria dos ativos, não há uma resposta definitiva, especialmente se tratando de um ativo único e novo como o bitcoin.

    Devemos nos informar melhor sobre o assunto. Faça sua pesquisa. Procure entender o que é o Bitcoin, as criptomoedas e a tecnologia blockchain.

    Uma certeza que temos é que a comunidade de criptomoedas cresce a cada dia. Chegamos em um ponto em que até grandes figuras que já chamaram o bitcoin de fraude, se arrependeram.

    O Bitcoin irá nos livrar dos bancos

    Já assinou nossas notificações?! Assine e receba em primeira mão nosso conteúdo!

    Nos siga também nas redes sociais!

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.