BTCUSD -1.42%
$6478.59
BTCBRL 1.42%
R$6478.59
Buscar

Guias e Tutoriais

Bitcoin

Bitcoin e a Velha Máxima: Comprar na Baixa e Vender na Alta


Por Alexandre Dantas Lage • 17 de junho de 2018 • tempo de leitura do artigo: 5 minutos

O mercado de criptomoedas está oscilando próximo dos 300 bilhões de dólares há uma semana. Nesse momento somente um pensamento toma conta da minha mente, a velha máxima do mercado financeiro, comprar na baixa e vender na alta.

Todo trader que se preza, experiente ou não, deve ter em mente essa velha máxima. Afinal, é a frase que melhor sintetiza o objetivo de quem negocia no mercado tradicional ou de criptomoedas, fazer dinheiro.

Tendências no Mercado de Criptoativos

O mercado de criptomoedas está vivendo um momento em que a força vendedora está predominante, praticamente, desde o final do ano passado. Para ser mais específico, desde o dia 18 de dezembro de 2017, quando o preço chegou a uma mínima de 18 mil dólares no gráfico diário. No dia anterior, o bitcoin alcançou a sua máxima histórica (ATH – All Time High) de quase 20 mil dólares por unidade.

bitcoin máxima histórica em dezembro de 2017

Máxima histórica do bitcoin. Fonte: www.coinmarketcap.com

Sobre um ponto de vista técnico, o bitcoin aparenta fraqueza, rompendo suportes importantes, indo em direção aos USD 6.000. Entretanto, com o avanço dos lançamentos de ETFs (Exchange Traded Fund – Fundos negociados em Bolsa), com a preparação de grandes instituições financeiras se preparando para operar o bitcoin e um melhor cenário regulatório se formando, o otimismo está aos poucos ocupando seu espaço na comunidade de cripto.

No gráfico diário do bitcoin, é interessante notar que a EMA 50 (média móvel exponencial de 50 períodos) está agindo como uma forte linha de resistência. Este ano, o preço do bitcoin já rompeu a EMA 50 três vezes. Foram dois rompimentos rápidos (final de fevereiro e início de março) e um mais longo (entre meados de abril e maio).

Rompimento da média móvel exponencial de 50 períodos em 2018

Rompimento da EMA 50 em 2018. Fonte: www.tradingview.com

Como vemos no gráfico acima, após os dois primeiros rompimentos, o preço logo voltou para um patamar abaixo da linha da EMA 50. Entretanto, no final de abril, a resistência foi rompida e o preço do bitcoin se manteve acima da linha da EMA 50 por quase um mês.

Outro dado interessante é que, em 2017, essa mesma linha, era considerada um sólido suporte. Toda vez que o preço do bitcoin encostava nela, ele disparava para novas máximas históricas, como podemos analisar no gráfico abaixo.

EMA 50 servindo como suporte para o preço do bitcoin em 2017

EMA 50 servindo como suporte para o preço do bitcoin em 2017. Fonte: www.tradingview.com

Para identificar tendências de longo prazo, traders (investidores) costumam acompanhar a SMA 200 (média móvel simples de 200 períodos) em relação à SMA 100 (média móvel simples de 100 períodos). Quando a SMA 100 cruza a linha da SMA 200 para baixo, isso significa uma tendência de baixa (bear), o contrário é considerado uma tendência de alta (bull).

Otimismo Logo Ali

Ok, mas deixando a parte técnica de lado, existem vários motivos para otimismo para aqueles que investem em bitcoin e no universo de criptomoedas.

A Coinbase anunciou recentemente que seu Index Fund, fundo criado para movimentação de grandes volumes, focado em criptomoedas, já está aberto para negociações. O Fundo é direcionado a investidores credenciados devido às exigências de investimento mínimo de USD 250.000 até 20 milhões de dólares.

Detalhes sobre o Coinbase Index Fund

Alguns detalhes sobre o Index Fund da Coinbase

A razão disso ser totalmente empolgante é que a index fund de uma das principais exchanges americanas, como a Coinbase cria uma opção pré ETFs (fundos negociados em bolsa) como uma porta de entrada para capital institucional. Grandes instituições e fundos de pensão geralmente não realizam negociações a curto prazo e por isso precisam de um fundo que seja chancelado por instituições que controlam a comercialização de valores mobiliários como a SEC.

Como as instituições devem entrar e sair do mercado de uma maneira mais cautelosa, a fim de não influenciar no preço do ativo no curto prazo. Quanto mais ETFs estiverem disponíveis em um ambiente regulado e seguro, mais atraente será para investidores institucionais investir em criptomoedas.

Como um exemplo da importância da possibilidade de se operar em ETFs, após o posicionamento da SEC perante o bitcoin e o ether, o mercado de criptomoedas reagiu positivamente e a capitalização total das moedas digitais subiu 20 bilhões em apenas 24 horas.

capitalização do mercado de criptomoedas aumenta em 20 bilhões após posicionamento da SEC sobre o bitcoin e o ethereum

Capitalização do mercado de criptoativos antes do posicionamento da SEC. Fonte: www.coinmarketcap.com

O posicionamento da SEC de que moedas digitais não são títulos nem valores mobiliários, resolveu a enorme quantidade de incertezas sobre o assunto e restaurou a confiança de investidores na segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado, o ETHER.

A disposição da SEC em trabalhar com criptomoedas é extremamente positivo para o mercado, legitimando ainda mais a indústria dos criptoativos.

Comprar na Baixa e Vender na Alta

Mesmo que a tendência de baixa esteja predominante, que fez com que vários investidores realizassem grandes perdas, aos poucos, o otimismo está voltando para o mercado. Talvez, esse momento, seja mais uma oportunidade para se posicionar enquanto os criptoativos estão “baratos” e se preparar para a próxima tendência de alta.

Para se posicionar no mercado, é importante acompanhar os preços e identificar pontos de entrada, a fim de reduzir o risco para retornos de médio e longo prazos. O que são pontos de entrada?

Se você irá investir, por exemplo, 12 mil reais, divida o investimento, em três ou seis partes, e entre no mercado aos poucos. Dessa forma você reduz o risco de entrar de uma vez só e o preço despencar.

Para sair vitorioso nesse jogo, lembre-se da velha máxima do mercado financeiro, independente se ele é tradicional ou de criptoativos: Comprar na Baixa e Vender na Alta.


ATENÇÃO! Esse artigo não é indicação de investimento, o seu conteúdo é meramente informativo e para fins de entretenimento. Cada um deve fazer a sua própria pesquisa e decidir de maneira responsável sobre como investir o seu dinheiro.


Nos siga nas redes sociais! Facebook e Twitter.


Quer ser colaborador da CryptoRadar? Entre em contato conosco.

Compartilhe