BTCUSD -1.42%
$6478.59
BTCBRL 1.42%
R$6478.59
Buscar

Criptoativos

Bitcoin

Caso Mt. Gox: Credores Divulgam Atualização do Plano de Reabilitação Civil


Por Alexandre Dantas Lage • 7 de agosto de 2018 • tempo de leitura do artigo: 2 minutos

Credores da Mt. Gox, a “falecida” corretora de bitcoin, anunciaram uma atualização do plano de reabilitação civil acordado com a plataforma, de acordo com um comunicado publicado no site do grupo.

Os termos da atualização estão de acordo com a última posição do tribunal no processo judicial em curso, incluindo uma confirmação de que a devolução dos fundos às vítimas deve ser feita em bitcoin e bitcoin cash.

Histórico dos Fatos

Entre 2011 e 2014, estima-se que a Mt. Gox tenha perdido mais de 850 mil bitcoins, avaliados, na época, em torno de 460 milhões de dólares. Sediada no luxuoso distrito de Shibuya, em Tóquio, a Mt. Gox era, de maneira incontestável, a maior corretora de criptomoedas, chegando a controlar, em um certo momento, cerca de 70 porcento de todo o volume en negociações de bitcoin em corretoras ao redor do mundo.

Em meados de 2013, no entanto, a plataforma de deparou com problemas e fechou as portas abruptamente em fevereiro de 2014, suspendendo todas as operações e negociações de bitcoin, além de remover o site da empresa do ar e solicitar proteção judicial contra falência para o governo japonês.

O ex-Diretor Executivo da empresa, Mark Karpelès, foi preso, e um plano de reabilitação civil foi acordado para garantir que os credores da plataforma recebam seu dinheiro de volta.

Novos Termos

Desde a decisão inicial da Corte Distrital de Tóquio, algumas mudanças notáveis foram feitas no acordo em relação ao método e prioridade dos pagamentos aos credores. De acordo com a atualização dos termos, os acionistas da Mt. Gox estão atrás de seus credores em relação à prioridade de ressarcimentos dos fundos.

Uma passagem afirma:

Nenhuma distribuição será feita para os acionistas. A Mt. Gox não é capaz de ressarcir todos as unidades de bitcoin depositados pelos credores. Assim, consideramos que todos os ativos da Mt. Gox deverão ser distribuídos aos credores e não aos acionistas.

Além disso, o ressarcimento será feito em bitcoin e bitcoin cash para facilitar o pagamento e evitar problemas de aceitação enfrentados por bolsas por parte dos credores.

A atualização também estipula que os pagamentos deverão ser feitos após a aprovação e confirmação do plano de reabilitação civil.

Os credores já estão aguardando o ressarcimento de seus fundos há 4 anos, desde a falência da corretora. O pagamento deve ser realizado o quanto antes. Em nossa opinião, todos os ativos digitais, incluindo 166 mil bitcoin e 168 mil bitcoin cash, aproximadamente, entre outros derivativos, de posse da Mt. Gox, devem ser pagos aos credores na data do primeiro pagamento.

Finalmente, o termo afirma que a Mt. Gox encontrará uma forma de dar aos credores, acesso aos seus históricos de transações, que são descritos como “indispensáveis para a aprovação do plano de reabilitação civil.”

Finally, the update states that Mt. Gox will find a way to give creditors access to their trading records, which it describes as “indispensable for the approval or disapproval of the civil rehabilitation plan.”


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.


Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e fique por dentro.

Compartilhe