• Criptoativos

    Facebook altera política de publicidade sobre cripto


    Por Alexandre Dantas Lage • 8 de maio de 2019
    tempo de leitura do artigo: 2 minutos

    O Facebook decidiu alterar sua política de publicidade sobre criptoativos após ouvir opiniões e comentários de usuários sobre o assunto e reavaliar a eficácia dessa política.

    Nova política de publicidade sobre cripto

    Através de uma publicação oficial, o Facebook anunciou as mudanças em sua política de publicidade relacionada ao setor de cripto, onde retira a exigência obrigatória de uma aprovação prévia para empresas da área.

    Em junho do ano passado, a gigante das redes sociais passou a exigir uma aprovação por escrito prévia para todos os anúncios relacionados ao setor de criptoativos. No entanto, essa exigência “deixará de ser obrigatória para anúncios relacionados à tecnologia blockchain, notícias do setor e cursos ou eventos relacionados a criptomoedas”.

    Novas diretrizes

    Por outro lado, a exigência ainda será obrigatória para anúncios que visam promover criptomoedas na plataforma. Além disso, o Facebook afirmou que também irá atualizar sua política de produtos e serviços financeiros proibidos.

    De acordo com o Facebook, produtos financeiros complexos não poderão ser anunciados na plataforma.

    A partir de 5 de junho, atualizaremos nossa política de Produtos e serviços financeiros proibidos para deixar de permitir anúncios que promovam CFDs (contratos por diferença, na sigla em inglês), produtos financeiros complexos, normalmente associados a um comportamento predatório. Esses produtos, devido à sua complexidade, em geral são usados para enganar as pessoas.

    No entanto, mesmo não exigindo mais a aprovação por escrito, a empresa afirmou que irá continuar monitorando os anúncios. De acordo com a publicação, todos os anúncios deverão estar de acordo com a nova política atualizada. Portanto, o texto do anúncio, o direcionamento, as imagens e o conteúdo da página de destino deverão cumprir as novas diretrizes.

    Um anúncio que direcione para uma página que apresenta um produto restrito, a aprovação prévia ainda será exigida. Se a página de destino incluir um produto proibido, ela será rejeitada.

    Além disso, ela também afirmou que irá banir anúncios de Ofertas Iniciais de Moedas (ICOs) e para opções binárias. “Nosso compromisso é impedir publicidade enganosa em nossa plataforma, em especial na área de produtos e serviços financeiros”, concluiu.


    Curta a página da CryptoRadar no Facebook e Twitter interaja conosco.
    Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e ouça.

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.