Bitfinex fornece provas contra rumores de insolvência

0
45
Bitfinex fornece provas contra rumores de insolvência

A fim de combater rumores que colocam sua solvência em questão, a Bitfinex, terceira maior bolsa de criptoativos do mundo, forneceu provas que contestam alegações.

Bitfinex refuta alegações de insolvência

No último domingo (8), a Bitfinex publicou um texto em seu blog que refuta as alegações de que a empresa estaria em uma situação de insolvência. Assim, em sua defesa, a empresa forneceu endereços de suas carteiras públicas. Além disso, ela ainda afirmou que esse boatos, talvez sejam “indicativos de uma campanha baseada em apenas em ficção.”

A Bitfinex não é insolvente, e um fluxo constante de artigos no Medium afirmando o contrário não irá mudar isso. Como uma das poucas bolsas operando desde 2013, com um custo baixo de operação e poucos funcionários, não compreendemos inteiramente os argumentos que alegam nossa insolvência, sem fornecer qualquer explicação sobre o motivo.

No último fim de semana, uma publicação no Medium do usuário ProofofResearch que foi removida da plataforma, aconselhava usuários a deixarem a Bitfinex, afirmando que as reclamações de saques congelados e restritos eram provas de sua insolvência. Além disso, o texto compartilhava as reclamações de usuários sobre essa questão no Reddit, acusando os moderadores do r/bitfinex de censurar tais publicações.

De acordo com a Bitfinex:

Ambos os saques, tanto em cripto, quanto em fiduciário, estão funcionando normalmente. Usuários verificados da Bitfinex podem sacar euros, ienes japoneses, libras esterlinas e dólares americanos livremente. Complicações continuam a existir para nós no âmbito do dinheiro fiduciário, bem como para a maioria das empresas relacionadas à indústria de cripto.

“Pequena fração” de sua reserva é de ~$1.5 bilhão de dólares

Com o intuito de acabar com o ceticismo da comunidade, a Bitfinex forneceu os links de suas carteiras de Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e EOS. De acordo com a Bitfinex, essas carteiras “representam uma pequena fração das reservas da bolsa em criptomoedas da Bitfinex.” Embora tenha fornecido acesso às suas reservas em cripto, a bolsa não forneceu informações sobre sua reserva em fiduciário.

Conforme constatado pela CryptoRadar, as carteiras possuem, coletivamente, o equivalente a $1.5 bilhão de dólares em ativos digitais. Em resumo, a maior parte de sua reserva se encontra em sua carteira de Bitcoin, onde ela possui 148.467 BTC, avaliados em $989 milhões de dólares. Entretanto, suas carteiras de ETH e EOS não ficam para trás. E sua carteira de Ether, a bolsa possui 1.726.496 ETH (~$395 milhões), e em sua carteira de EOS, ela possui 35.374.975 EOS (~$209 milhões).

Luta contra falsas alegações

Após a divulgação da notícia pela Bloomberg de que um de seus antigos parceiros bancários está procurando por um comprador, a bolsa optou por fornecer acesso às suas reservas financeiras, a fim de combater as falsas alegações de insolvência.

Noble Bank

De acordo com uma fonte que falou à Bloomberg, o Noble Bank, de Porto Rico, estaria em busca de uma solução de resgate por “não ser mais lucrativo”. Bem como outros parceiros da indústria de cripto, a Bitfinex também rompeu seu relacionamento com o banco. Conforme sua publicação, “as alegações envolvendo a entidade Noble Bank não têm impacto algum sobre as operações, capacidade de sobrevivência ou solvência da Bitfinex.”

Outro parceiro que rompeu relações com o banco foi o Tether, moeda digital estável (stablecoin) mais conhecida e utilizada no setor de cripto. No entanto, as operações do Tether e da Bitfinex estão supostamente ligadas, e as duas empresas estão há muito tempo envolvidas em alegações de que o Tether não é completamente respaldados por reservas em dólares americanos.

Um relatório acadêmico que afirmou que o preço do bitcoin foi artificialmente inflacionado pela stablecoin no final de 2017 e início de 2018, alimentou ainda mais o ceticismo. Embora um estudo anterior forneça evidências contrárias, o Tether produziu uma auditoria interna supervisionada pelo escritório de advocacia Freeh Sporkin & Sullivan para limpar seu nome. No entanto, essa auditoria não é oficial, algo que a empresa afirma ser impossível, dada sua atividade. De todo modo, outros projetos de stablecoin sugeriram o contário.

Para entender como o Tether funciona, leia nosso artigo sobre o tema.

 


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e ouça.