Impulso para o Bitcoin? Alemanha Quer se Retirar do Sistema Financeiro Liderado pelos EUA

0
92
Impulso para o Bitcoin? Alemanha Quer se Retirar do Sistema Financeiro Liderado pelos EUA

A Alemanha, maior economia da Europa, clama por um sistema de pagamento independente, livre dos EUA, que, segundo especialistas, é extremamente positivo para o bitcoin.

Ao longo dos últimos meses, Irã e Turquia foram duramente atingidos pelas sanções dos EUA, que os excluíram do sistema financeiro global. Os dois países não conseguiram iniciar transações com outros países, impedidos de utilizar o sistema bancário global.

Em resposta ao acontecido, Heiko Maas, Ministro das Relações Exteriores da Alemanha, que trabalha no quarto gabinete de Angela Merkel desde março deste ano, afirmou:

Por essa razão, é essencial fortalecer a autonomia européia, estabelecendo canais de pagamento que são independentes dos EUA, criando um Fundo Monetário Europeu e construindo um sistema SWIFT independente.

Benéfico para os Criptoativos?

No início deste ano, apesar de seus esforços anteriores de proibir a negociação de criptomoedas, o governo iraniano se voltou para os criptoativos para realizar transações com seus aliados.

O Chefe da Comissão Parlamentar de Assuntos Econômicos do Irã (IPCEA), Mohammad Reza Pourebrahimi, disse que a Rússia concordou em utilizar um sistema financeiro descentralizado, como os criptoativos, para transacionar com o Irã, para contornar o sistema bancário controlado pelos EUA.

De acordo com Pourebrahimi:

[O IPCEA já] obrigou o Banco Central do Irã a começar a desenvolver propostas para o uso das criptomoedas. Nos últimos dois anos, o uso de criptomoedas se tornou uma questão importante. Essa é uma das boas maneiras de contornar o uso do dólar, bem como a substituição do sistema SWIFT. Eles [autoridades russas] compartilham nossa opinião. Dissemos que, se conseguirmos promover esse trabalho, seremos os primeiros países que usarão criptomoedas na troca de mercadorias.

Atualmente, devido ao controle do governo dos EUA sobre o sistema bancário SWIFT, não é possível que as empresas européias operem livremente em seus interesses comerciais.

Por exemplo, o Financial Times informou essa semana que o maior conglomerado de energia da França, o Total, teve que abandonar sua parceria com um grande projeto de gás iraniano, depois de ter sido pressionado pelo governo dos EUA a ser cortado do sistema bancário global.

Embora o sistema financeiro SWIFT seja sediado na Bélgica, como o país ainda está aberto às sanções dos EUA, ele não tem escolha a não ser aceitar as restrições impostas à outras instituições financeiras e governos pelas autoridades norte-americanas.

“Compre Criptoativos e Ouro”

Kim Dotcom no Twitter
Kim Dotcom no Twitter

O aviso de Maas é o primeiro caso nos últimos anos de uma grande economia que pede um sistema bancário fora do controle demonstrado pelos EUA.

Kim Dotcom, um empresário alemão-finlandês reconhecido pelo desenvolvimento do Mega, disse que a retirada das economias européias do sistema bancário global é algo positivo para Bitcoin e para as criptomoedas, já que levará à desvalorização do dólar americano e outras moedas de reserva, solidificando a posição de criptomoedas como Bitcoin e Ethereum como um robusto depósito de valor e meio de troca.

“Significativo. O Ministro das Finanças da Alemanha propõe um Fundo Monetário da UE, sistemas SWIFT da UE e não norte-americanos. Ele diz que é para salvar o acordo com o Irã. Mas é realmente a saída da UE do domínio do USD. Como eu disse, o USD entrará em colapso. Compre criptoativos e ouro”, afirmou Dotcom em uma publicação no Twitter.

Irã e Turquia seguirão os Passos da Venezuela

Em países como a Turquia, Irã e Venezuela, em que rápida desvalorização da moeda nacional e o controle rigoroso de capital impediram a utilização do dinheiro como um meio de troca adequado, a popularidade das criptomoedas como um sistema alternativo de pagamento começou a aumentar.

Se o governo dos EUA perder o domínio sobre o sistemas bancários mundiais e mais países optarem por sistemas financeiros independentes, é muito provável que a indústria de criptoativos atraia um grupo maior de investidores, empresas, indivíduos, comerciantes e governos.

 


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

Nosso episódio sobre ETF já está no ar! Acesse CryptoTalk e ouça nosso podcast.