• Regulação

    Brasil

    Censura à imprensa não!


    Por Ezequiel Gomes • 16 de abril de 2019
    tempo de leitura do artigo: 2 minutos

    O Brasil tem visto um espetáculo lamentável de censura à liberdade de imprensa protagonizado pelos ministros Alexandre de Moraes e Dias Toffoli a partir do Supremo Tribunal Federal em função de matéria jornalística que aponta o atual presidente da suprema corte nas famosas planilhas da Odebrecht, cujo codinome seria “amigo do amigo do meu pai”.

    A matéria não acusa Dias Toffoli de nenhum crime, ainda que indique a necessidade de melhor apuração dos fatos relatados por Marcelo Odebrecht.

    A veiculação da notícia foi o catalizador de uma das decisões mais controversas e preocupantes do atual cenário político e judicial no Brasil de 2019, representando uma possível ruptura com o estado de direito e com a constituição federal que resguarda a liberdade de imprensa, que é um pilar da democracia.

    Mas o que isso tem que ver com um portal de criptomoedas como o cryptoradas? Tudo.

    Não somos um portal de jornalismo ou notícias em geral, uma vez que atuamos em um nicho bastante específico. Mas nem por isso deixaríamos de nos manifestar contra a arbitrariedade e o absurdo da decisão à luz das implicações que ela potencialmente enseja.

    As moedas digitais já sofreram com o boicote do google, facebook e youtube e a proibição de veicular anúncios a respeito dessa tecnologia. Esse pode ter sido um dos motivos da queda do mercado a partir do final de 2017.

    A liberdade de informação deve ser resguardada para que as pessoas possam consumir aquilo que desejam sem a necessidade de um filtro censor sobre o que pode ou não ser publicado.

    Nas discussões mais complexas a respeito de crimes reais que se espalhem a partir das redes de comunicação como pedofilia, tráfico de drogas e armas e outras questões a lei deve ser dura e deve ser cumprida, mas tal não deve servir de justificativa da censura do pensamento legítimo ainda que contrário a determinados interesses e pessoas.

    Vivemos em um momento ímpar da história humana. A internet nos deu as redes sociais e as moedas digitais descentralizadas e por isso ela ameaça narrativas e estruturas de poder que reagem através da força e da censura.

    Mas enquanto tivermos vida não deixaremos de estar ao lado daquilo que promove a liberdade e a prosperidade das pessoas livre das censuras e amarras daqueles que extrapolam suas funções e autoridade em nome de intenções muito provavelmente impublicáveis.


    Curta a página da CryptoRadar no Facebook e Twitter interaja conosco.
    Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e ouça.

  • CryptoTalk banner

  • Matérias Relacionadas


    Carregar mais matérias relacionadas.