BTCUSD -1.42%
$6478.59
BTCBRL 1.42%
R$6478.59
Buscar

Criptoativos

Bitcoin

Investidores institucionais estão comprando cripto de maneira silenciosa


Por Alexandre Dantas Lage • 3 de outubro de 2018 • tempo de leitura do artigo: 4 minutos

Os investidores institucionais já estão envolvidos no mercado multi-bilionário de cripto, comprando moedas digitais de maneira “silenciosa”. Assim, de uma maneira geral, o mercado não está ciente dessa movimentação de ativos digitais.

Investidores institucionais substituíram investidores individuais

Em um ano de grande instabilidade no mercado de cripto, onde investidores individuais estão apreensivos aguardando um posicionamento dos reguladores internacionais sobre o tema, investidores institucionais encontraram uma maneira de investir em cripto sem afetar a volatilidade do mercado.

Bobby Cho, Chefe Global de Negociação da Cumberland / DRW

Bobby Cho, Chefe Global de Negociação da Cumberland / DRW

De acordo com Bobby Cho, Chefe Global de Negociação da Cumberland / DRW, os investidores institucionais são, atualmente, os maiores compradores de criptoativos. Em uma entrevista para a Bloomberg, Cho afirmou que os investidores institucionais movimentam mais de $100.000 USD em transações privadas, no mercado de balcão (OTC).

A entrada de investidores institucionais no setor de criptoativos é aclamada por muitos entusiastas da comunidade de cripto. Afinal, espera-se que com a entrada de uma grande soma de capital na indústria, não só haverá uma grande valorização dos ativos digitais, como também será um grande passo para a aceitação e regulação da indústria.

Compra “silenciosa” de cripto

Por serem os criadores de novas moedas ao validar transações, grandes mineradores de criptomoedas, como o bitcoin, esperavam um valorização considerável dos preços para vender suas moedas. Entretanto, esse comportamento mudou devido à queda do mercado de cripto nos últimos 9 meses. Atualmente, muitos mineradores começaram a agendar vendas frequentes de moedas e montaram suas próprias mesas de negociação.

O mercado de balcão é onde ativos são vendidos sem serem negociados nas bolsas. Portanto, essas compras e vendas não influenciam o mercado pois essas transações são feitas fora do sistema das bolsas. “Isso nos mostra que uma profissionalização está acontecendo em todos os lugares nesse setor”, disse Cho. “Os dias de ‘velho oeste’ no mercado de criptoativos estão chegando ao fim.”

De acordo com o TABB Group, somente em abril, o mercado de balcão facilitou a negociação de $250 milhões a $30 bilhões de dólares em cripto por dia. Enquanto isso, segundo o site Coinmarketcap, as bolsas negociaram, diariamente, cerca de $15 bilhões de dólares.

14 bilhões de dólares negociados no mercado de cripto nas últimas 24h

$14 bilhões de dólares negociados nas últimas 24h. Fonte: Coinmarketcap.com

“Temos registrado um crescimento de três dígitos nos nossos negócios de balcão”, disse Jeremy Allaire, diretor executivo da Circle Internet Financial, de Boston. “Essa é uma área de grande crescimento”.

De acordo com Cho, muitos investidores institucionais entraram na indústria de cripto pois as grandes oscilações nos preços diminuíram bastante. “Uma das maiores críticas de investidores institucionais às criptomoedas tem sido a volatilidade”, disse. “Nos últimos quatro a seis meses, o mercado tem sido negociado em uma faixa muito estreita. Isso parece estar correspondendo com as instituições financeiras tradicionais estarem se sentindo mais confortáveis ao entrar no espaço”.

Influência no mercado

Grandes investidores preferem as negociações privadas, pois as transações nas bolsas influenciam os preços para cima ou para baixo. Em uma negociação privada, as partes podem fixar o preço das transações com antecedência, sem se preocupar com movimentos repentinos nos preços.

Sam Doctor, Diretor Administrativo e Chefe de Pesquisa em Ciência de Dados da Fundstrat

Sam Doctor, Diretor Administrativo e Chefe de Pesquisa em Ciência de Dados da Fundstrat

“Se eles estão liquidando [moedas], eles as estão liquidando via OTC”, disse Tom Flake, fundador da Bcause, uma fornecedora de instalações de mineração cujos clientes são mineiros institucionais com centenas de milhares de máquinas. Os maiores mineradores também vendem suas moedas para os compradores, diretamente ou através de corretores.

Assim, um dos principais motivos para negociações fora das bolsas é a quantidade de oferta de um certo ativo. De acordo com Sam Doctor, diretor administrativo da Fundstrat, muitas vezes não há oferta para venda condizente com a quantidade que os investidores institucionais gostariam de comprar. Por esse motivo, as corretoras estão criando formas de ajudar os investidores institucionais a encontrar a oferta necessária.

Além disso, os mineradores podem oferecer algo único, cobiçado por alguns investidores: moedas novas. Essas moedas geram um prêmio de até 20%, segundo Travis Kling, fundador do fundo hedge Ikigai. É mais fácil provar que elas não estiveram envolvidas em operações de lavagem de dinheiro, afirmou.

 

Qual a sua opinião sobre essas negociações privadas? Comente abaixo.

 


Curta a página da CryptoRadar no Facebook e interaja conosco.

Já ouviu nosso podcast? Acesse CryptoTalk e ouça.


 

Compartilhe