VanEck Responde Preocupações da SEC sobre ETF de Bitcoin em Carta Pública

0
115
VanEck Responde Preocupações da SEC sobre ETF de Bitcoin

A empresa de investimentos VanEck, responsável pelo aclamado ETF em conjunto com a CBOE e SolidX, respondeu às preocupações da SEC sobre um ETF (fundo negociado em bolsa) de bitcoin, em uma carta, tornada pública no site da agência, direcionada ao regulador norte-americano.

Dirigida à Dalia Blass, Diretora da Divisão de Investimentos da SEC, a carta aborda os cinco pontos que são de preocupação para a SEC, que haviam sido previamente comunicado à indústria, sendo eles: valor, liquidez, custódia, arbitragem e potencial manipulação.

Valor

Sobre essa questão, a empresa afirma que não enxerga o valor como uma “nova questão” para ETFs de bitcoin baseados em contratos futuros, pois já é prática comum usar futuros para construir um perfil de investimentos em um ativo.

A avaliação de tais contratos, aponta VanEck, é uma prática bem estabelecida, com mais de 100 produtos negociados em bolsa atualmente listados nas bolsas dos EUA baseando seu valor em contratos de futuros. Na opinião da companhia, os preços da Cboe e CME são suficientes para se determinar adequadamente o valor líquido de um ativo (NAV).

Liquidez

Respondendo a preocupações sobre a liquidez do ETF proposto, a VanEck aponta que o mercado de bitcoin é bastante líquido, com um spread médio de negociação de menos de cinco pontos base (menos de 0,05%). Ela também chama a atenção para o fato de que o mercado de futuros de bitcoin tem sido eficiente em relação ao mercado tradicional de bitcoin, com um volume total de contratos, das bolsas Cboe e CME, chegando a 200 milhões de dólares.

A empresa também mencionou que não tem a intenção de utilizar seu ETF proposto para investir em contratos de futuros de bitcoin liquidados na própria criptomoeda, caso eles estejam disponíveis.

Custódia

Sobre a custódia, a VanEck reafirma que seu ETF não irá investir em contratos de bitcoin liquidados na própria moeda digital, entretanto, poderia se engajar com players do mercado para encontrar uma solução que esteja de acordo com os requisitos de custódia direta. Até tais arranjos estarem disponíveis e viáveis, afirma, o status quo permanece em vigor.

Arbitragem

Em relação à arbitragem, a carta da VanEck afirma que a natureza descentralizada e diversificada das negociações em bitcoin permitem operações de arbitragem devido a diferenciais de preços e ineficiências entre diferentes plataformas.

De acordo com VanEck, os mercados de bitcoin não são significativamente mais voláteis do que ações de mineradoras de ouro ou outras ações equiparáveis.

Um trecho diz o seguinte:

Acreditamos que nem a volatilidade nem o volume atual no mercado de futuros de bitcoin irão inibir os processos de criação e resgate por participantes autorizados e que essas criações e resgates irão manter o preço do mercado do ETF proposto alinhado ao seu valor patrimonial líquido.

Potencial Manipulação e Outros Riscos

Na opinião da empresa, tais riscos com seu ETF são extremamente mitigados por sua natureza como um produto regulamentado negociado em uma bolsa norte-americana.

“Embora não se possa descartar a manipulação no mercado spot subjacente, acreditamos que, devido à propriedade diversificada e ao volume de negociações, o mercado não apresenta grandes vulnerabilidades estruturais. Por conseguinte, o aumento da regulamentação e das medidas de execução da Comissão podem reduzir o número de agentes nocivos num mercado basicamente sólido.”

Leia a carta na íntegra, em inglês.

Na semana passada, o mercado ficou apreensivo sobre a rejeição do ETF dos gêmeos Winklevoss e o preço do bitcoin despencou para abaixo dos 8.000 USD.

Importante lembrar que o ETF dos Winklevoss e o ETF da (Vaneck / SolidX / CBOE) são produtos completamente diferentes e o produto da Vaneck é bem mais maduro, e é validado pela COBE uma instituição com mais de 45 anos de experiência no mercado financeiro.

Mesmo o ETF da Vaneck ser a mais badalada e com mais chances de ser aprovada pela SEC, esse processo é bem demorado e pode não sair esse ano, no entanto, muitos acreditam que a aprovação de ETFs de bitcoin é apenas uma questão de tempo.

E você, acredita que os ETFs serão positivos para o mercado de criptoativos? Comente.


Curta a página da CryptoRadar no Facebook.


Nosso terceiro episódio já está no ar! Acesse CryptoTalk e ouça nosso podcast.